28 de maio de 2018
  • :
  • :

Salvador: Parque da Cidade receberá projeto sobre hortas urbanas no domingo

Salvador: Parque da Cidade receberá projeto sobre hortas urbanas no domingo

Em meio ao concreto da cidade grande, muros e prédios, um terreno ocioso ou baldio pode trazer um respiro de uma vida mais saudável e sustentável através das hortas urbanas. Essa é a ideia principal que o projeto “A Tenda o Verde” visa levar para a comunidade: a possibilidade de transformar espaços urbanos em hortas. E neste domingo (29), Salvador será o primeiro local a receber as instruções para a implantação dessa ideia, na Alameda dos Ipês, no Parque da Cidade, às 8 h.

Na ocasião, além das orientações de como implantar uma horta, serão distribuídas sementes de hortaliças e mudas de várias espécies como incentivo à plantação. Estarão presentes o Professor Dr. Jairton Fraga, especialista e pesquisador da área de agricultura orgânica, agroecologia e fitotecnia de cultivos irrigados, André Fraga (PV), titular da Secretaria da Cidade Sustentável e Inovação (Secis), Ivanilson Gomes, o presidente da Fundação Verde Herbert Daniel (FVHD), além dos representantes das hortas urbanas existentes em Salvador.

Pensado pela FVHD, o projeto irá aportar em 12 cidades baianas além da capital, sendo elas: Simões Filho, Camaçari, Vitória da Conquista, Jequié, Feira de Santana, Ilhéus, Itabuna, Jacobina, Candeias, Irecê e Juazeiro. “Durante as nossas viagens, levaremos conhecimentos básicos e instruções para a criação e desenvolvimento de uma horta na comunidade, no quintal, no condomínio, onde houver um espaço, além de dicas e sugestões”, explica Ivanilson Gomes.

“A Tenda o Verde” vai apresentar técnicas referentes à produção de hortaliças, desde a escolha do local de plantio, do substrato, das espécies a serem cultivadas, bem como a determinação da época de plantio, dos cuidados a serem tomados com o solo, com a fertilização orgânica, o emprego dos tratos culturais e durante a colheita. Segundo o presidente da FVHD, o objetivo do projeto é incentivar a sociedade a transformar espaços urbanos em hortas e tornar a relação da comunidade com o bairro e seu entorno mais prazerosa.

Alface, hortelã, couve, cebolinha, frutas, como maracujá, mamão e melancia; legumes, como abóbora, beterraba e quiabo. Além de plantas medicinais, como boldo, capim-santo e erva-cidreira são algumas das possibilidades que uma horta pode oferecer para uma alimentação mais saudável e orgânica para a comunidade. Isso sem contar com o fator econômico e a oportunidade do aprendizado do trabalho em grupo e maior contato com a natureza.

Salvador é um grande exemplo de como a ideia de hortas no meio urbano pode dar certo. Tem a unidade do Horto Florestal, a do Alto do Itaigara e a Horta da Paulo VI, na Pituba – que que existe há quase dois anos, já colheu e doou mais de dois mil quilos de alimentos a entidades carentes. O plantio da Escola Fernando Presídio, em Paripe, por exemplo, já oferece mantimentos para o próprio preparo da merenda escolar, além das doações feitas a abrigos da região.

Serviço:
Lançamento do projeto “A Tenda o Verde”
Quando: Domingo, 29 de abril, às 8 horas
Onde: Alameda dos Ipês, no Parque da Cidade, Av. Antônio Carlos Magalhães, s/n – Itaigara

Foto: Caroline Lina/Divulgação




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *