26 de maio de 2018
  • :
  • :

Câmara de Salvador é aprovada por unanimidade na UCCLA

Câmara de Salvador é aprovada por unanimidade na UCCLA

A Câmara Municipal de Salvador é a primeira casa legislativa do Brasil a ser efetivada como membro da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA). Por unanimidade, a adesão foi aprovada no Comitê Executivo e na 34ª Assembleia Geral da entidade, realizada em Cascais, em Portugal, na última sexta-feira (4).

“Essa aprovação marca a entrada da Câmara de Salvador no circuito internacional, conquista que nos deixa extremamente honrados”, comemora o presidente do Legislativo Municipal, vereador Leo Prates (DEM). Para ele, o ingresso da Casa na UCCLA reforça a importância que Salvador já tem no cenário global e foi destacada no encontro em Cascais.

A assembleia da UCCLA foi precedida de uma visita de Leo Prates a Lisboa, em março, quando o presidente esteve com secretário-geral da entidade, Vitor Ramalho. Nesse contato, além de iniciar as tratativas para o ingresso da Câmara na instituição internacional, foi firmado acordo para o fornecimento de conteúdos para a TV Câmara Salvador.

Com assento no Comitê Executivo e na Assembleia Geral da UCCLA, Salvador esteve representada nas reuniões pela diretora das Prefeituras-Bairro, Ana Paula Matos. “Foram eventos de extrema importância nos quais a participação da Câmara foi defendida à unanimidade em função da importância da cidade e, sobretudo, devido às relações já iniciadas com a visita de Leo Prates à Câmara de Lisboa”, destacou.

A representação da Câmara na UCCLA, como diz Ana Matos, “fortalece a questão da lusofonia (conjunto de países que têm o português como língua oficial) e, acima de tudo, possibilita a troca de experiências administrativas e legislativas, favorecendo o crescimento econômico dos povos. E, nesse contexto, o nome de Salvador é elevado no mundo”.

A 34ª Assembleia Geral da UCCLA foi constituída por 40 delegações de cidades e empresas de países de língua oficial portuguesa associadas, entre os quais estão o Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe.

Coube à cidade de Luanda a presidência da assembleia, que contou com a presença do ministro da Administração Interna de Portugal, Eduardo Cabrita, e do presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras, anfitrião da Assembleia Geral e Vice-Presidente da UCCLA.

Foto: Divulgação/CMS




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *