17 de agosto de 2018
  • :
  • :

Ao lado de Rui, Neto, Rotondano e Fux, Coronel participa do “Políticos do Futuro”

Ao lado de Rui, Neto, Rotondano e Fux, Coronel participa do “Políticos do Futuro”

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia – ALBA, Angelo Coronel, participou, nesta manhã de terça-feira (31), no auditório do ICEIA, no Barbalho, do projeto “Eleitor do Futuro – Educação para a Cidadania”, promovido pela Escola Judiciária do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia.

Ele compôs a mesa oficial da cerimônia ao lado do governador Rui Costa, do prefeito de Salvador, ACM Neto, do presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luiz Fux, do presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia, José Edivaldo Rotondano, além de outras autoridades.

“Quero parabenizar a Escola Judiciária, do TRE-BA, pela inciativa. A educação para a cidadania é fundamental para que possamos fazer certo as nossas escolhas, com absoluta consciência dos nossos direitos e deveres. No dia 7 de outubro, teremos a chance de fazer essa escolha. Quando vejo esta plateia de estudantes, meninos e meninas, fico me perguntando: ‘política tem futuro? E, no futuro, haverá políticos?’. A política sempre terá futuro e sempre haverá políticos no futuro”, disse Coronel.

Para o presidente da ALBA, a política é a arte de negociar, de estabelecer o consenso e de promover a paz. “Nós fazemos política em todo lugar: em casa, no trabalho, no condomínio, no futebol. Sem negociar, sem discutir, é ditadura. É a imposição da ideia de um sobre o todo. Há um descrédito com a classe política – e não tiro a razão da maioria das pessoas – mas há também uma demonização da política e do político. Político virou sinônimo de Satanás. Tem gente boa e gente má em qualquer ramo da atividade humana, na Medicina, no Direito, no Comércio, na Indústria. E na política, também”, argumenta Coronel.

O chefe do Legislativo diz que não faltam interessados em desacreditar a política e os políticos, com o objetivo apenas de ocultar interesses não confessos. “Muito se fala em corrupção e em moralidade, mas o resto é esquecido. A sociedade fica hipnotizada com esse discurso, só se fala disso o dia inteiro, na TV, no rádio, na Internet, e, muitas vezes, esquecemos dos problemas reais, aqueles que realmente importam para a os baianos e para os brasileiros. O dinheiro não chega para a educação e para a saúde, mas os bancos ganham bilhões anualmente com as tarifas que nós pagamos. Onde se discute isso?”, questiona.

Para Angelo Coronel, há uma deformação da política quando o mais importante é dizer que todo político é ladrão, que a política é uma lama, que todos são corruptos, até que alguém seja inocentado. Depois, segundo ele, “um jornal dá uma notinha de rodapé dizendo que o cidadão não roubou, não cometeu nenhuma improbidade. Mas aí já é tarde. Para a família, para os amigos, para o condomínio, o sujeito não se recupera nunca mais”.

“Recentemente, um cirurgião plástico matou uma paciente por absoluta falta de respeito às regras básicas da Medicina. E o Dr. Bumbum vivia nas redes sociais chamando político de ladrão, safado, corrupto. Portanto, políticos do futuro, tenham muito cuidado com as vestais, com aqueles que se julgam acima do bem e do mal e que, sempre, atiram a primeira pedra. Os políticos que cometerem erros têm que ser punidos conforme a lei, mas não se pode punir a política, porque ela é essencial”, arrematou Coronel.

Foto: Divulgação




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *