20 de setembro de 2019
  • :
  • :

Lava Jato Rio confisca R$ 370 milhões da família do “doleiro dos doleiros”

Lava Jato Rio confisca R$ 370 milhões da família do “doleiro dos doleiros”

A Justiça Federal no Rio homologou, a pedido da força-tarefa do Ministério Público Federal na Operação Lava Jato, a imediata devolução de R$ 270 milhões (US$ 82,3 milhões) pelo empresário Dan Wolf Messer, réu por evasão de divisas em esquema montado pela família Messer.

O acordo de delação fechado com familiares de Dario Messer, o ‘doleiro dos doleiros’ – foragido – envolve ainda a devolução do equivalente a cerca de R$ 100 milhões em dinheiro, imóveis e obras de arte, além de renúncia a bens e direitos decorrentes de herança do patriarca da família.

Ao todo, informou a Procuradoria no Rio, somam-se os valores devolvidos de R$ 370 milhões. “A repatriação dos valores mantidos em contas em Bahamas, Mônaco e Nova York vem avançando e cerca de R$ 240 milhões já estão à disposição da Justiça para serem revertidos aos cofres públicos”, destaca a força-tarefa.

Os recursos foram repatriados no âmbito do acordo de colaboração de Dan Wolf Messer, homologado pela Justiça. O filho de Dario Messer é, desde 2015, o único beneficiário direto de um fundo aberto com aporte do avô Mordko Messer, pioneiro da família no mercado de câmbio ilegal.

Os valores em instituições financeiras no exterior tinham sido depositados em 2004 e nunca foram declarados às autoridades brasileiras. Além de recursos, o colaborador forneceu documentos como provas de corroboração dos crimes, que incluem extratos das contas estrangeiras.

Como parte do acordo, o Ministério Público Federal pediu à Justiça que o processo ao qual Dan Messer responderia por evasão de divisas fique suspenso durante dois anos.

A suspensão está condicionada ao cumprimento de sete horas semanais de serviços à comunidade.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *