18 de junho de 2024
  • :
  • :

Lauro de Freitas terá Salão Imobiliário para servidores municipais

Lauro de Freitas terá Salão Imobiliário para servidores municipais

Nos próximos dias 9, 10 e 11, os servidores do Executivo e do Legislativo de Lauro de Freitas poderão participar de um Salão Imobiliário, que acontecerá no Ginásio Municipal, com a oferta de pelo menos 900 imóveis das construtoras Tenda e MRV. Foi este o anúncio feito pela prefeita Moema Gramacho (PT) na tarde desta quarta-feira (01), durante a apresentação do Programa de Habitação para os servidores municipais no Cine-teatro da cidade.

Entre as condições especiais de financiamento estão a soma da renda dos membros da família do servidor para elevar sua margem de financiamento e a oferta de imóveis com entradas simbólicas de R$ 39 ou entradas previstas para depois de 36 meses a contar da assinatura do contrato.

Superintendente regional da Caixa, José Anselmo Lopes Cunha, explicou que nas duas primeiras gestões de Moema à frente de Lauro de Freitas (2005-2008 e 2009-2012), ela foi uma das prefeitas que mais demandou projetos do programa Minha Casa, Minha Vida em todo o País, totalizando cerca de 9 mil unidades habitacionais. “A gente trabalha onde é mais demandado e aqui, desde os primeiros dias deste novo mandato de Moema, já assinamos a construção de 800 casas”, afirmou.

O superintendente disse que o fato da Caixa ser a instituição na qual a maior parte dos servidores recebem seus salários facilita a oferta de condições especiais de financiamento e que durante os três dias do Salão Imobiliário, a Caixa irá realizar um mutirão para a renegociação de dívidas com descontos com as mesmas condições que serão oferecidas no próximo dia 20, no mutirão que será feito em parceria com a Fecomércio, FIEB, SEBRAE e CDL.

Responsável pela gestão do programa por parte da Prefeitura, o secretário municipal de Administração, Aílton Florêncio, disse que o município tem cerca de 5 mil servidores e que o programa nasceu de “um encontro de expectativas”.

“Faltava um incentivo para os nossos servidores adquirirem seus imóveis aqui na nossa cidade. Durante o Salão eles terão taxas mais vantajosas. É também uma oportunidade para a Caixa aprimorar a relação com os servidores e para as construtoras, é a oportunidade de oferecer os imóveis a um público dirigido. Isso destravou projetos de construção de outras 2 mil unidades habitacionais, que serão oferecidas na próxima edição do Salão em 2018. Tenho certeza de que este programa terá um impacto significativo na economia do nosso município”, disse.

A prefeita Moema Gramacho, por sua vez explicou que não poderia realizar um programa habitacional para os servidores sem que antes tivesse resolvido a situação do “povão”. “Não sou garota-propaganda da Caixa, mas é inegável que essa instituição seja um patrimônio de inclusão social do Brasil”, defendeu.

Moema ainda pediu desculpas pelo atraso para chegar ao evento e explicou foi motivado pela apreensão de um carro da Limpurb de Salvador que realizava a coleta de lixo no Loteamento Lindoia, no bairro de Itinga e que, segundo ela, pertence a Lauro de Freitas.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *