4 de dezembro de 2021
  • :
  • :

Assessor diz à PF que contava dinheiro no apartamento da mãe de Geddel

Assessor diz à PF que contava dinheiro no apartamento da mãe de Geddel

O assessor Job Ribeiro, que trabalhou com o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB), disse em depoimento para a Polícia Federal (PF) que recebeu dinheiro do peemedebista para ele contasse os valores. De acordo com ele, a operação era realizada em um gabinete no apartamento da mãe de Geddel, no Jardim Apipema, em Salvador.

Job chegou a ser preso pela PF, mas foi liberado após pagar fiança. A prisão dele aconteceu após peritos localizarem digitais dele nos R$ 51 milhões encontrados no apartamento que funcionava como um “bunker”, na Graça, também na capital baiana.

O assessor disse para a PF que desconhecia a existência desse apartamento. Segundo ele, a partir de 2010, Geddel começou a entregar quantias para que ele contasse. “O dinheiro era apresentado, em regra, em envelopes pardos e as somas giravam em torno de R$ 50 mil e R$ 100 mil”, segundo depoimento.

Ele negou que saiba a origem e destino do dinheiro. Segundo Job, o deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB), para quem ele atualmente trabalha, nunca entregou valores para ele contar. Contudo, o assessor confirma que costumava fazer a contagem de dinheiro oriundo de um posto de combustível e da fazenda da família. O depoimento foi fornecido no dia 19 de outubro, mas teve o teor divulgado nesta terça-feira (07).

Geddel está preso na Papuda após peritos da PF localizarem suas digitais no dinheiro encontrado no bunker. A suspeita é que os valores são oriundos de pagamento de propina. O baiano é investigado por um suposto esquema envolvendo a Caixa Econômica Federal.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *