24 de fevereiro de 2020
  • :
  • :

ACM Neto reivindica mais recursos federais na saúde para os municípios baianos

ACM Neto reivindica mais recursos federais na saúde para os municípios baianos

O prefeito ACM Neto reforçou a solicitação por mais recursos federais para custeio das unidades de saúde dos municípios baianos, durante encontro do ministro da Saúde, Ricardo Barros, prefeitos e gestores da área, realizado nesta terça-feira (6), na sede da União dos Prefeitos da Bahia (UPB), no Centro Administrativo da Bahia (CAB). O gestor de Salvador ressaltou que as administrações municipais ainda são muito dependentes dos recursos federais, liberados via ministério, na área da Saúde.

O prefeito lembrou o quanto a população depende dos serviços municipais e que Salvador vem fazendo a própria parte. A capital baiana mais que dobrou o número de equipes de Saúde da Família; construiu e requalificou unidades de saúde; expandiu os serviços de urgência e emergência, saltando de uma para nove Unidades de Pronto Atendimento (UPAs); e disponibilização de atendimento especializado com a criação de Multicentros de Saúde, além da inauguração do primeiro hospital municipal, prevista para o próximo dia 29. No entanto, um dos principais problemas é com o custeio para funcionamento no dia a dia e manutenção, situação que é agravada em municípios menores.

“Existe um pleito coletivo de praticamente todos os prefeitos para ampliar a transferência de recursos de custeio. São recursos que vão garantir o funcionamento no dia a dia e na manutenção dos postos de saúde e unidades de urgência e emergência. Também solicitamos uma ampliação do teto de média e alta complexidade, que vai atender as principais unidades hospitalares tanto de Salvador quanto do interior do estado”, explicou ACM Neto.

Ele também salientou a importância da presença de um grande número de gestores no evento. “A presença expressiva de tantos prefeitos aqui só reforça ainda mais essa necessidade de uma boa relação e interlocução das prefeituras com o Ministério da Saúde”, finalizou o prefeito de Salvador. Também estiveram presentes no encontro o vice-prefeito, Bruno Reis; o deputado federal Cacá Leão; o senador Roberto Muniz; o vice-governador João Leão; e o presidente da UPB e prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro, dentre outras autoridades.

Balanço – Em um ano e nove meses, os municípios baianos receberam R$926 milhões – incluindo emendas parlamentares – via Ministério da Saúde para qualificar e ampliar os serviços oferecidos por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). Do total, R$225,9 milhões foram destinados à habilitação e/ou qualificação de 528 serviços e 27 leitos de média e alta complexidade que funcionavam sem a contrapartida do governo federal.

Foto: Max Haack/SECOM-PM




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *