19 de janeiro de 2019
  • :
  • :

Público de 800 mil pessoas curtiu o Réveillon no Festival Virada Salvador

Público de 800 mil pessoas curtiu o Réveillon no Festival Virada Salvador

Um público de 800 mil pessoas marcou presença na Arena Daniela Mercury, na Boca do Rio, para curtir o Réveillon no Festival Virada Salvador, entre a noite de segunda-feira (31) e a madrugada desta terça-feira (01). Toda essa gente aproveitou gratuitamente os shows de Lincoln e Duas Medidas, Alok, Wesley Safadão, Ivete Sangalo, Maiara e Maraisa, Psirico e Kevinho. E o que é ainda melhor: sem registros de violência ou de acidentes.

O módulo assistencial à saúde montado na Arena Daniela Mercury, na Boca do Rio, registrou 224 atendimentos durante a noite da virada. As ocorrências de natureza clínica lideraram a principal causa das admissões no posto com 198 casos, seguido procedimentos cirúrgicos (18) e dos traumas ortopédicos (08). Apenas três pacientes necessitaram de transferência para unidades de saúde de retaguarda, fato que confirma a resolutividade da estrutura montada exclusivamente para a Virada Salvador.

A Guarda Civil Municipal (GCM) registrou 126 atendimentos e 10 ocorrências, mas nada de natureza grave. Já a Transalvador não registrou nenhum acidente, apesar da quantidade de pessoas circulando no entorno do evento e do público presente à arena. Das 1,2 mil vagas de Zona Azul disponibilizadas, 941 foram vendidas. Das 500 vagas do estacionamento interno, 497 foram preenchidas. A Transalvador removeu, entre a noite de ontem e madrugada de hoje, sete veículos para o pátio da autarquia por estacionamento irregular e notificou 58 condutores.

Transporte – Na noite da virada, cerca de 310 mil pessoas optaram por ir de transporte público para a Arena Daniela Mercury. De acordo com a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), cerca de 290 mil pessoas chegaram para festa utilizando as linhas de ônibus que estão à disposição da população. Além disso, 8.236 pessoas foram ao festival de táxis e outras 4.854 preferiram utilizar o serviço de mototáxis.

Trabalho infantil – Na área da proteção à infância, a equipe da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps) continua de plantão com o objetivo de atender e encaminhar crianças, adolescentes e suas famílias identificadas em situação de vulnerabilidade de risco social. Nas quatro noites do evento foram realizados 146 cadastros.

A equipe abordou 238 famílias em situação de vulnerabilidade social, 154 adolescentes na condição de vulnerabilidade social, 14 crianças/adolescentes desacompanhadas, e foram distribuídas 284 pulseiras de identificação para crianças de até 11 anos, que foram participar do evento na companhia de pais e responsáveis. O grupo também identificou 38 ocorrências de trabalho infanto-juvenil.

Foto: Divulgação/SECOM-PMS




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *