19 de agosto de 2019
  • :
  • :

Donos do Larriquerri vão assumir bistrô na Aliança Francesa Salvador

Donos do Larriquerri vão assumir bistrô na Aliança Francesa Salvador

Sem deixar a afetividade de lado, marca registrada dos negócios da família, os irmãos Gabriel e Guilherme Guerra expandem os negócios e trazem, juntamente com a Aliança Francesa, novidades ainda neste primeiro semestre. A dupla, que ao lado dos pais comanda os elogiados Larriquerri e Larribar, no Garcia, instalará em breve, no espaço do antigo Café Terasse, na Ladeira da Barra, um bistrô.

A proposta será, assim como os bistrôs franceses, reunir no mesmo local um café, um bar e uma cozinha autêntica de memória, que irá explorar um cardápio democrático com almoço executivo, programação cultural e a filosofia de sustentabilidade, contando ainda com a linda vista da Baía de Todos os Santos.

O objetivo é não apenas manter a clientela fiel bem assistida como também conquistar novos públicos, que terão acesso a um espaço revitalizado e que atenderá visitantes e o público que frequenta a associação sem fins lucrativos, seja para os cursos de francês ou para acompanhar sua vasta programação cultural, que inclui o teatro.

“Nossa ideia é manter toda a qualidade do Larriquerri e Larribar, que foram recentemente citados pelo New York Times como lugares a serem visitados num roteiro de 36 horas em Salvador, mas também apresentar diferenciais que atraiam um novo público, tão exigente quanto, mas ao mesmo tempo despretensioso”, destaca Gabriel.

“Para nós da Aliança Francesa, é uma grande felicidade contar com a experiência da família Guerra, que vem fazendo um excelente trabalho com seus estabelecimentos. Temos certeza de que a qualidade estará impressa em tudo o que fizerem conosco, agradando o público que já frequenta nossas instalações e novos clientes que surgirão”, celebrou o diretor Mamadou Gaye.

Mudanças – A inspiração francesa estará presente no projeto de reforma, que leva assinatura do arquiteto Guido Ramos, do escritório GAM Arquitetos. O profissional, que também assinou os projetos do Larriquerri e Larribar, reforça que todos têm personalidades próprias e que a ideia, no anexo da Aliança Francesa, é bem diferente.

“O espaço conta com 100 m², dentro de uma propriedade que é tombada pelo IPHAN. Então, sabemos que o cuidado e respeito à estrutura devem ser redobrados, a fim de que não se agrida sua história. Climatizaremos a área que já é coberta e cobriremos a parte que, hoje, é descoberta, sem jamais inviabilizar a vista (da Baía de Todos os Santos) e garantindo mais conforto para o cliente”, contou o arquiteto.

Foto: Divulgação




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *