24 de agosto de 2019
  • :
  • :

“Investigado pela PF ocupa direção da Codeba”, denuncia Targino

“Investigado pela PF ocupa direção da Codeba”, denuncia Targino

“Será que o presidente Bolsonaro está sabendo que um investigado pela Polícia Federal ocupa um cargo de sua alçada na Bahia, estando a serviço do governo petista?”, questiona o deputado estadual, líder da oposição, Targino Machado (DEM). O parlamentar se refere a Fábio Luiz Lima de Freitas, atual diretor de gestão comercial e de desenvolvimento na Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba).

Antes de vir para a Cocdeba, Fábio Freitas foi superintendente de Exploração de Infraestrutura Rodoviária da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e teria se envolvido no suposto superfaturamento de preços de pedágios em rodovias dos estados da Bahia, Goiás, Espírito Santo e Distrito Federal. “Ele está sendo acusado de crime contra o sistema financeiro nacional e foi um dos alvos da operação Infinita Highway, da PF”, lembra Targino.

Deflagrada em abril deste ano, a operação Infinita Highway cumpriu 16 mandados em Goiás, Bahia, Espírito Santo e Distrito Federal, com o objetivo de apreender provas dos crimes praticados e dar novos elementos para investigações. “Embora não tenha sido noticiado na época, o mandado judicial de busca e apreensão na Bahia foi destinado ao atual diretor de gestão comercial e desenvolvimento da Codeba”, destaca o deputado estadual.

O investigado pela operação Infinita Highway, Fábio Freitas, tem estreitas ligações com o governo do PT na Bahia. Firmou seus laços petistas-baianos na gestão do ex-governador Jaques Wagner. “Ele se instalou na Terra de Todos os Santos sob as bênçãos de Eva Schiavon, secretária da Casa Civil no governo de Wagner, em 2007, e permaneceu por lá até 2013”, informa Machado. Hoje o atual diretor da Codeba atua como facilitador dos interesses petistas junto ao órgão federal.

Foto: Reprodução do Linkedin




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *