18 de julho de 2019
  • :
  • :

Bolsonaro agradece à Espanha e diz que sargento preso vai pagar por crime

Bolsonaro agradece à Espanha e diz que sargento preso vai pagar por crime

Em transmissão ao vivo pelo Facebook nesta quinta-feira (27), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o sargento Manoel Silva Rodrigues, da Força Aérea Brasileira (FAB), “pagará um preço alto” por ter sido flagrado transportando 39 quilos de cocaína em um avião da comitiva presidencial que acompanha Bolsonaro em viagem internacional.

O presidente Jair Bolsonaro elogiou o governo de Sevilha, na Espanha, cuja polícia deteve um militar brasileiro que transportava 39 quilos de cocaína. Ele partiu do Brasil em missão de apoio à viagem presidencial ao Japão para a reunião do G20, integrando a tripulação que ficaria em Sevilha. O presidente também disse que a investigação foi aberta e que a Aeronáutica e a Polícia Federal estão no caso.

“A investigação está aberta; toda a colaboração à polícia espanhola. Quero agradecer publicamente ao governo espanhol porque deteve o elemento, mas não deteve a tripulação. […] Se Deus quiser a Polícia Federal, a inteligência da Aeronáutica e a polícia espanhola vão chegar em quem realmente interessa para a gente”, disse o presidente em uma transmissão ao vivo do Facebook, feita de Osaka.

Bolsonaro lamentou o envolvimento do militar no crime e acrescentou que os aviões da sua comitiva são revistados, inclusive a sua bagagem. “O nosso avião é revistado, a minha bagagem é revistada. E tem que revistar”, disse.

Ele já havia classificado o episódio como “inaceitável” e exigido uma punição severa ao militar. Na última terça-feira (25), o presidente determinou ao Ministério da Defesa “imediata colaboração com a polícia espanhola na pronta investigação dos fatos, cooperando em todas as fases da investigação, bem como instauração de inquérito policial militar”.

Foto: Print Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *