18 de agosto de 2019
  • :
  • :

Ernesto Araújo rebate governo francês sobre acordo Mercosul-União Europeia

Ernesto Araújo rebate governo francês sobre acordo Mercosul-União Europeia

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, afirmou nesta terça-feira (2) que nenhum país está pronto para ratificar o acordo comercial entre União Europeia e Mercosul.

A declaração foi dada após ele ter sido questionado sobre as comentários da porta-voz do governo francês, Sibeth Ndiaye, de que a França não está preparada no momento para oficializar em definitivo os termos do pacto anunciado na sexta-feira (28).

“O acordo nem está pronto para ser submetido aos parlamentos nacionais, nem na França nem aqui”, disse o ministro. “No momento, nenhum país está pronto para ratificar, diante da sua própria questão constitucional”, completou.

Araújo afirmou que esse tipo de manifestação do governo francês é direcionado ao público interno. Segundo ele, cabe à Comissão Europeia esclarecer aos países membros, inclusive à França, o que está dentro do acordo.

“A comissão conduz as negociações, mas ela mantém consultas permanentes com os estados membros. Portanto nada que esteja no acordo, ao meu ver, é uma surpresa para os países membros. Eles já conhecem o que está lá dentro”, disse.

Novos acordos – Ernesto Araújo também afirmou que o Mercosul “tem condições” de fechar mais dois acordos comerciais neste semestre.

Na lista de acordos que estão com negociações avançadas e podem ser concluídos nos próximos meses, segundo o ministro, estão tratados com a Associação Europeia de Livre Comércio (EFTA, na sigla em inglês), com o Canadá, com Singapura e com a Coreia do Sul.

“Esse acordo destrava e acelera outras negociações. Pretendemos, muito em breve, fechar novos acordos. O Brasil assume agora a presidência do Mercosul”, afirmou Araújo. “Temos condições de fechar mais dois acordos neste semestre.”

Segundo o ministro, a parceria com a União Europeia torna o Mercosul mais atrativo para novos acordos.

“Cada acordo que a gente conclui é mais fácil concluir os próximos. Cada acordo que você faz, você se torna um parceiro mais interessante para aquele com quem você não tem acordo”, afirmou.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *