8 de dezembro de 2019
  • :
  • :

Prefeitura cassa licença da obra do Porto de Salvador

Prefeitura cassa licença da obra do Porto de Salvador

Nesta sexta-feira (05), a Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) cassou a licença de ampliação da obra do Porto da capital baiana, executada pelo Terminal de Contêineres de Salvador (Tecon). Os documentos apresentados pela empresa não estão de acordo com o que foi solicitado e, até o momento, não foram entregues os registros da área a ser expandida firmada em Contrato de Arrendamento com o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil.

Com a cassação, todo o processo de licenciamento em curso é anulado e a obra só poderá ser retomada com um novo alvará a partir da abertura de um novo processo junto à Sedur. “É preciso cumprir a legislação. Já vínhamos cobrando de forma insistente a apresentação dos documentos necessários, mas a área a ser ampliada não foi comprovada. O Tecon omitiu informações importantes no licenciamento realizado, o que resultou na cassação”, destaca o gerente de licenciamento da Sedur, Samir Abdalla.

De acordo com o artigo 27 do Decreto Federal nº 8.033/2013, que regulamenta a Lei Federal nº 12.815/2013, os interessados em obter autorização de instalação portuária devem apresentar “a descrição da poligonal das áreas por meio de coordenadas georeferenciadas”. Entretanto, o Tecon se limitou a entregar um simples mapa de localização e o Termo Aditivo do Contrato de Concessão.

A Sedur já havia suspendido a licença da obra por precaução com o objetivo de evitar danos irreversíveis à cidade. No dia 18 de junho, a obra foi embargada e como a empresa descumpriu a determinação municipal e manteve a obra em curso, o órgão interditou a ampliação do porto na quinta-feira (05).

Foto: Divulgação/Secom-PMS




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *