15 de outubro de 2019
  • :
  • :

Brasil assume a presidência do Mercosul com plano ambicioso

Brasil assume a presidência do Mercosul com plano ambicioso

O presidente Jair Bolsonaro assumiu nesta quarta-feira (17) a presidência tempore (rotativa) do Mercosul com a promessa de executar um plano ambicioso para “mudar os rumos da história”.

Em uma publicação no Twitter, o mandatário afirmou que assume o posto “com um plano de ação ambicioso”, o qual tem como objetivo “eliminar o viés ideológico do bloco, enxugar sua estrutura, revisar a Tarifa Externa Comum e acelerar as negociações comerciais com grandes economias de todo o mundo”.

“Com a retomada do crescimento econômico e a liderança do nosso Brasil, o século XXI tem tudo para ser o Século da América do Sul. Vamos mudar os rumos da nossa história”, escreveu.

O mandatário chegou à cidade de Santa Fé, no nordeste da Argentina, para participar da Cúpula, que também contou com a presença dos presidentes Maurício Macri (Argentina), Tabaré Vázquez (Uruguai) e Mario Abdo Benítez (Paraguai). Na delegação brasileira estavam os ministros das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, da Economia, Paulo Guedes, e do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno.

Entre os compromissos dos líderes há a assinatura de um acordo que elimina a cobrança de roaming internacional de serviços de telecomunicações entre pessoas que moram nos países-membros do bloco, a revisão das tarifas externas comuns, o compartilhamento de informações migratórias, a extensão de decisões judiciais sobre pensões alimentícias e de medidas para proteção de mulheres vítimas de violência de gênero, entre outros.

Roaming – O presidente comemorou acordo assinado entre Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai que prevê o fim da cobrança de “roaming” internacional no bloco do Mercosul.

“Aproveito para felicitar o presidente Macri [da Argentina] pelo importante acordo que assinamos nesta cúpula de eliminação da cobrança de uso de telefones celulares para quem circula entre os nossos países”, disse Bolsonaro.

O acordo já havia sido anunciado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e foi confirmado durante a Cúpula do bloco econômico.

Foto: Alan Santos/PR




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *