15 de dezembro de 2019
  • :
  • :

Empresas de porte fecham portas na Bahia e produção industrial cai

Empresas de porte fecham portas na Bahia e produção industrial cai

“Enquanto a indústria baiana definha, o governo da Bahia segue inoperante para gerar empregos. Rui Costa é indiferente à queda da produção industrial”. A avaliação foi feita nesta quarta-feira (07) pelo deputado federal e presidente do DEM Paulo Azi, após a divulgação feita nesta manhã pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de que a produção industrial na Bahia caiu 3,4% de maio para junho.

Segundo o Instituto, o desempenho da indústria baiana foi o terceiro pior entre os 15 locais investigados, acima apenas dos recuos registrados no Rio de Janeiro (-5,9%) e em Pernambuco (-3,9%).
O resultado ficou abaixo da média nacional (-0,6%).

Com o desempenho do mês de junho, a produção industrial na Bahia fechou o primeiro semestre de 2019 em queda, frente ao mesmo período de 2018 (-1,4%).

“A produção industrial da Bahia cai mês a mês e não há nenhuma política de governo para evitar essa queda”, diz o deputado. “As empresas de porte estão deixando o estado. Agora vemos o fechamento da Nestlé em Itabuna e nenhuma movimentação por parte do governador Rui Costa”, enfatiza Azi.

“Alguém se lembra que tínhamos um Pólo de Informática em Ilhéus com mais de 70 empresas, e que geravam cinco mil empregos? Essas empresas saíram de Ilhéus e foram para Santa Rita do Sapucaí, em Minas Gerais, por falta de uma política adequada de incentivos”, recorda.

Foto: Divulgação




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *