24 de agosto de 2019
  • :
  • :

“Após 13 anos de PT na Bahia, quase 800 mil desempregados perderam a esperança”, avalia Elmar

“Após 13 anos de PT na Bahia, quase 800 mil desempregados perderam a esperança”, avalia Elmar

O deputado federal Elmar Nascimento lamentou nesta quinta-feira (15) que a Bahia continue ostentando os piores indicadores do País em setores fundamentais, como Saúde, Educação, Segurança e Emprego.

“Em todas as pesquisas a Bahia sempre aparece em último lugar”, frisou Elmar, após ter acesso aos números do desemprego no Brasil divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“Quase 800 mil desempregados na Bahia perderam a esperança de conseguir um emprego. Esse é o triste legado de 13 anos de governos do PT, que levaram o nosso estado a ter o maior número de desalentados do Brasil”, disse o deputado.

“Enquanto o desemprego caiu em 10 das 27 unidades da federação no 2º trimestre, a Bahia é classificada em último lugar na capacidade de gerar empregos”, aponta Elmar, acrescentando que “o governador Rui Costa demonstra ser incapaz de esboçar qualquer reação, sem planejamento, sem atrair investidores, completamente sem norte”.

De acordo com o IBGE, os desalentados são os trabalhadores que desistiram de procurar emprego, sendo que a maior parte deles está na Bahia: 766 mil pessoas. No primeiro trimestre de 2019, a taxa de desocupação havia sido de 12,7%, com 14 das 27 unidades da federação crescendo em relação ao trimestre anterior. Nos últimos três meses do ano passado, o número registrado no Brasil foi de 11,6%, quando a desocupação havia caído em seis estados.

No levantamento divulgado em maio, sobre janeiro, fevereiro e março, as maiores taxas foram no Amapá (20,2%), Bahia (18,2%) e Acre (18%). Na ocasião, aqueles que registraram os menores números foram Santa Catarina (7,2%), Rio Grande do Sul (8%), Paraná e Rondônia (8,9%).

Foto: Divulgação




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *