19 de setembro de 2019
  • :
  • :

Moro busca recursos na FIESP, BID e BNDES para plano de segurança

Moro busca recursos na FIESP, BID e BNDES para plano de segurança

Com restrição orçamentária, a equipe do ministro da Justiça, Sergio Moro , deu início a uma romaria com o intuito de obter financiamento externo e privado para ampliar seu Plano Nacional de Segurança Pública, chamado de “Em Frente Brasil”. Lançado no fim de agosto , o plano consiste na coordenação de forças de segurança pública e ações de estados e municípios em áreas como educação e saúde, com o objetivo de reduzir as taxas de crimes violentos, como homicídios e latrocínios.

O cronograma de Moro contempla um projeto piloto em cinco cidades em 2019, o acréscimo de dez novos municípios em 2020 e mais 15, anualmente, até 2023 — totalizando 60. A ideia é que o plano ultrapasse a vigência do governo Bolsonaro.

O jornal O Globo informa que uma das ideias é convencer a direção da Fiesp a bancar um dos projetos de concessão de empregos para detentos. A equipe de Moro também quer que BID e BNDES repassem recursos para projetos a serem executados por governos estaduais e prefeituras.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *