19 de setembro de 2019
  • :
  • :

Vitória e Arena Fonte Nova anunciam parceria por três anos

Vitória e Arena Fonte Nova anunciam parceria por três anos

O Vitória, enfim, entrou em acordo com a concessionária que administra a Arena Fonte Nova. Após mais de quatro meses de negociação, o clube baiano assinou contrato para atuar no estádio nas próximas três temporadas. O acerto foi divulgado no início da tarde desta segunda-feira (09), por meio das redes sociais. A assessoria de comunicação do consórcio foi procurada pela TV Bahia, mas informou que não se posicionará para explicar detalhes do acerto com o Rubro-Negro.

A primeira partida do Vitória na Arena Fonte Nova será no sábado, às 16h30 (de Brasília), contra o Guarani. O jogo é válido pela 22ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

“É com satisfação que o Esporte Clube Vitória e a Itaipava Arena Fonte Nova comunicam a celebração do contrato de parceria, na data de hoje (9/9), para a realização de jogos pelos próximos três anos. O primeiro jogo já acontecerá neste sábado (14/9), às 16h30, contra o Guarani”, divulgou o Vitória.

Presidente do Vitória, Paulo Carneiro afirmou ainda em campanha que tinha interesse de mandar jogos na Arena Fonte Nova. A crise econômica é um dos principais motivos que justificaram o esforço para mudar de casa. Em dificuldades financeiras, a atual administração rubro-negra avalia que atuar na Arena será mais rentável e reduzirá os custos de manutenção com o Barradão.

Nas últimas semanas, as cobranças por uma posição do consórcio se tornaram frequentes por parte da direção do clube. No início de agosto, Paulo Carneiro adotou um tom mais duro ao tratar das negociações. Em uma postagem nas redes sociais, ele acusou consórcio e Governo do Estado de privilegiarem o Bahia, que manda partidas na Fonte Nova desde 2013.

Na mesma época, o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, negou qualquer privilégio e demonstrou interesse em um possível acordo entre Vitória e Arena, o que poderia, segundo o dirigente, auxiliar o Tricolor a ter melhores condições contratuais, caso o Rubro-Negro assinasse um contrato mais vantajoso. A declaração de Bellintani foi apoiada no princípio de isonomia, que obriga a Fonte Nova a tratar os dois clubes de forma igual.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *