19 de setembro de 2019
  • :
  • :

“Temos um Caminho de Santiago na Bahia, mas o governo continua a ignorá-lo”, diz Sanches

“Temos um Caminho de Santiago na Bahia, mas o governo continua a ignorá-lo”, diz Sanches

O deputado estadual Alan Sanches (DEM) disse nesta terça-feira (10) que a Bahia poderia assumir uma posição destacada no turismo internacional se o governo despertasse para a importância do segmento na cadeia produtiva do estado.

Segundo Sanches, mesmo com potencial turístico diversificado, a posição da Bahia ainda é muito tímida no cenário nacional e internacional.

“Temos na Bahia uma estrada real de aproximadamente 600 quilômetros, que vai de Rio de Contas a Jacobina, e que poderia se tornar uma espécie de Caminho de Santiago do Brasil, capaz de atrair o turismo do mundo inteiro, mas o governo continua a ignorá-lo e nada faz para transformá-lo em um produto turístico”, afirma Sanches.

A estrada real baiana, acrescenta Sanches, remonta dos tempos do Brasil Colônia, e pode ser percorrida a pé ou de bicicleta. “Não exigiria muito investimento, mas apenas um olhar mais inteligente para o setor”, reforça o deputado, lembrando que a Bahia tem um potencial turístico que faz inveja a diversos outros estados do Brasil.

“Quem vai à chapada sempre lamenta a falta de investimentos em cidades como Lençóis, Mucugê, Abaíra. Nada tem sido feito nessas regiões em termos de serviços hídricos, enoturismo, bionergia, preservação do meio ambiente. Nada justifica tamanha inoperância”, diz Sanches.

Para o deputado, até mesmo o distrito de Maracangalha, que ganhou fama mundial, através de uma canção de Dorival Caymmi, permanece no esquecimento por falta de atenção do governo.

“Maracangalha foi sede de uma usina de cana de açúcar chamada Cinco Rios e poderia ganhar ao menos um memorial, ou a reativação de uma linha ferroviária para passeios no Recôncavo”, sugere o deputado.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *