15 de novembro de 2019
  • :
  • :

Regata Jacques Vabre deve chegar a Salvador na quinta; franceses lideram a prova

Regata Jacques Vabre deve chegar a Salvador na quinta; franceses lideram a prova

Considerada a maior regata transatlântica do mundo, a Transat Jacques Vabre cruzará as águas da Baía de Todos-os-Santos a partir desta quinta-feira (7). É quando os primeiros barcos estão previstos para aportarem em Salvador, linha de chegada do evento pela sexta vez. A saída foi em Le Havre, na França, no dia 27 de outubro e contou com 59 barcos – sete ficaram pelo caminho.

São três categorias de embarcações, Class40, Multi50 e Imoca, cada uma conduzida por uma dupla de velejadores.

Os franceses Gilles Lamiré e Antoine Carpentier, do Groupe CGA – Mille et un sourires, que disputam pela Multi50, estão na frente. A dupla já percorreu 75% do percurso e falta menos de 2 mil km para terminar. O ato final no Oceano Atlântico é a entrada nos Doldrums, zona de convergência intertropical com ventos praticamente indecifráveis.

A pelo menos 7h de distância, está o Solidaire En Peloton – ARSEP, atual segundo colocado na Multi50. Em terceiro, aparece o Primonial – que chegou a liderar mas fez um pit-stop em Cabo Verde e acabou ficando para trás. Agora, o duo está mais de 500 quilômetros em desvantagem para os primeiros.

Pela IMOCA60, o Charal está na frente e a previsão é que chegue em Salvador no sábado (9), juntamente com outros 12 barcos. Já o Credit Mutuel, na liderança da Class40, deve terminar a regata na quarta-feira (13).

“Uma regata deste porte dá grande visibilidade internacional ao nosso Estado, com a imprensa do mundo todo cobrindo e exibindo imagens de Salvador”, falou o secretário estadual do Turismo, Fausto Franco.

Terminal náutico – Para receber os navegadores, uma estrutura foi montada no Terminal Turístico Náutico da Bahia, no Comércio. A área deve ser aberta ao público nesta quarta-feira (6), com entrada gratuita.

A estrutura tem três pavimentos e receberá jornalistas estrangeiros, técnicos, juízes de prova, organizadores e todo o pessoal envolvido na realização da competição. No primeiro andar, haverá o restaurante Das Águas, com alimentação tanto para os participantes como para o público geral.

“Trabalhamos numa linha de cardápio que mescla várias culturas com a nossa própria, fornecendo frutos do mar, ensopados, espaguete e molho de jaca ao curry, dentre outros pratos”, afirmou o chef Murilo Brocchini.

Foto: Divulgação




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *