14 de dezembro de 2019
  • :
  • :

“Cuidados paliativos não vão curar estado terminal da saúde na Bahia”, diz Sanches

“Cuidados paliativos não vão curar estado terminal da saúde na Bahia”, diz Sanches

O deputado estadual Alan Sanches (DEM) disse nesta sexta-feira (22) que “o setor de saúde da Bahia recebeu um diagnóstico terminal, por isso o governo do estado vem tentando convencer a população baiana de que as policlínicas são mais importantes do que os hospitais”.

Segundo Sanches, a Organização Mundial de Saúde define “cuidados paliativos” como sendo as ações que buscam melhorar a qualidade de vida dos pacientes terminais, aliviando o sofrimento.

“Foi esta a solução que o governo baiano encontrou para resolver a grave situação do atendimento médico na Bahia. O objetivo das policlínicas não é resolver efetivamente o problema da Saúde no estado, mas sim prestar serviços de diagnóstico e tratamento ambulatorial, sem garantir o internamento”, aponta o deputado.

“A população que precisa dos serviços cirúrgicos de média e grande complexidade acaba sendo encaminhada para a fila de regulação, sem nenhuma perspectiva de internamento”, diz Sanches, acrescentando que a Secretaria de Saúde do governo divulga oficialmente em seu site que 14 policlínicas regionais de saúde entregues pelo governo estão atendendo mais de 7,1 milhões de baianos de 279 municípios. “Nunca se viu tanta mentira em um único governo”.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *