10 de dezembro de 2019
  • :
  • :

Senai Cimatec sedia evento sobre energias renováveis no Brasil

Senai Cimatec sedia evento sobre energias renováveis no Brasil

Os desafios das energias renováveis no Brasil, da regulamentação, comercialização e investimentos aos avanços e oportunidades, serão debatidos desta terça-feira (03) a quinta (05), no Senai Cimatec em Salvador. O Bahia Energy Meeting 2019 já desponta como um dos maiores eventos do setor no País. A programação de seminários e encontros de negócios ocorre justamente no mês em que se completa dez anos do primeiro leilão competitivo exclusivo para energia proveniente de fontes eólicas, realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Não é à toa que a Bahia é o centro das atenções do setor: em uma década, o estado assumiu a liderança, tanto em número de usinas quanto na capacidade de geração de energia. Já foram investidos cerca de R$ 16 bilhões nos 160 empreendimentos em operação, que contam com um potencial instalado de 3,99 gigawatts e a geração de quase 30 mil empregos diretos, na construção dos parques.

Os dados são da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) do estado, que também aponta que, no caso da energia solar, a geração fotovoltaica centralizada na Bahia, gerada nos parques, cresceu 88% no primeiro semestre de 2019, quando comparado com o mesmo período do ano passado. São 24 parques solares fotovoltaicos em operação na Bahia, nos quais já foram investidos R$ 3,2 bilhões e gerados quase 20 mil empregos diretos e indiretos na fase de construção das usinas, o que representa um potencial instalado de 652 megawatts.

São números que, segundo os organizadores, solidificam a importância do Bahia Energy Meeting para o desenvolvimento do setor. “Será o maior evento já realizado na Bahia sobre energia”, diz o engenheiro Rafael Valverde, da Eolus Consultoria, empresa especializada no segmento e uma das organizadoras do evento. “Será uma grande oportunidade para que as empresas conheçam o que será o futuro do setor energético no estado”, acredita Valverde.

“É um evento que talvez seja único no Brasil ao discutir todas as áreas pertinentes às energias renováveis, então, a gente está no caminho certo e no momento certo para fazer este evento no estado”, diz Eduardo Aragon da empresa BrainMarket, que também assina a organização do evento, juntamente com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Programação – Serão quatro grandes painéis de discussão. O primeiro dia do evento é todo destinado às discussões sobre energia eólica e terá como tema “Bahia de Todos os Ventos”, detalhando as novas oportunidades de negócios com a implantação dos projetos previstos nos últimos leilões.

Na quarta-feira, o foco será solar com o tema “O Sol das Oportunidades” abordará o panorama setorial, a revisão do marco regulatório, os entraves regionais para a expansão da energia solar, entre outros.

No terceiro e último dia do evento serão apresentadas as novas tecnologias no setor (equipamentos, softwares, sistemas de monitoramento, armazenamento de energia, etc), no painel “Tecnologias Renováveis”. À tarde, será a vez do tema “Energia para seu Negócio”, com foco na melhoria da competitividade das empresas do setor e apresentação oportunidades de mercado existentes. A expansão do mercado livre, produtos do mercado futuro e a visão do consumidor serão o foco do painel.

Biomassa – As políticas públicas para o setor também estarão em pauta, inclusive com a participação de autoridades da área, antecipando projetos e programas de expansão. “O Estado já é líder em energia eólica e caminha para também ser referência em energia solar. Estamos trabalhando para que a Bahia seja referência na matriz de energias renováveis, , produzindo energia limpa, e o próximo passo é trabalhar também na estruturação de uma cadeia produtora de energia através da biomassa”, revela o secretário de Infraestrutura da Bahia, Marcus Cavalcanti, que já confirmou presença.

“É importante ter um evento como esse onde o setor privado, principalmente, possa discutir as potencialidades de investimentos em uma indústria tão importante como a de geração de energia”, conclui o secretário. Representantes de órgãos federais e de outras secretarias do estado, além de pesquisadores e empresários de projetos considerados estratégicos, também já confirmaram presença no evento.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *