17 de fevereiro de 2020
  • :
  • :

Roger Machado é homenageado pela Câmara de Salvador

Roger Machado é homenageado pela Câmara de Salvador

Gaúcho de Porto Alegre, o técnico de futebol Roger Machado Marques foi homenageado pela Câmara Municipal de Salvador, em sessão solene realizada no Plenário Cosme de Farias, na noite desta sexta-feira (6). O treinador do Bahia foi condecorado com a Medalha Zumbi dos Palmares, por iniciativa da vereadora Aladilce Souza (PCdoB), em reconhecimento ao seu posicionamento de enfrentamento ao racismo.

Conduzido ao Plenário por representantes do Movimento Negro, Roger Machado foi recepcionado com aplausos e cânticos tricolores. Em seguida, ouviu ecoar o “Canto das três raças” na voz da cantora Matilde Charles.

Conforme a proponente, em um momento de intensificação do preconceito, é preciso reconhecer personalidades que se destacam ao prestar serviços de resistência. “Esta homenagem faz parte das ações da Câmara, através de nosso mandato, de enfrentamento ao racismo. Roger tem se mostrado uma pessoa muito sensível e, com muita coragem, tem posicionamento firme no enfrentamento ao racismo”, afirmou Aladilce Souza, salientando que “os comportamentos são referências para a sociedade”.

A vereadora ainda lembrou da aprovação do Estatuto da Igualdade Racial na Casa e do engajamento dos integrantes da Comissão de Reparação. Um vídeo institucional do Esporte Clube Bahia, desenvolvido pelo Núcleo de Ações Afirmativas, foi exibido durante a sessão solene.

Segundo o presidente da entidade, Guilherme Bellintani, a passagem de Roger por Salvador ficará marcada na história. “A partir deste momento, quem se omitir (diante do racismo), será convocado a retornar e assumir suas responsabilidades”, disse.

Esporte como ferramenta – A Medalha Zumbi dos Palmares foi entregue a Roger Machado pelas mãos da esposa, Camile Pasqualotto, e das filhas Gabriela e Júlia. Ao falar da satisfação em receber a comenda, o ex-jogador de futebol demonstrou gratidão. “Quem trabalha com esporte costuma receber títulos no campo, mas estar recebendo esta honraria, tendo usado o esporte como ferramenta em causas sociais, para mim é um motivo de muito orgulho”, expressou o homenageado. Ainda segundo ele, as ações afirmativas desenvolvidas pelo Bahia colaboraram para seu processo de empoderamento.

Além do Ba-Vi – A solenidade presidida por Aladilce Souza reuniu diversas personalidades de enfrentamento ao racismo na Bahia. Torcedora do Vitória, a deputada estadual Olívia Santana (PCdoB) valorizou a homenagem ao técnico tricolor. “Isso aqui não é um Ba-Vi, é a afirmação de uma pauta política transformadora. Queria que todos os jogadores, todos os técnicos e dirigentes assumissem esta pauta de combate ao racismo”, declarou Olivia.
Presidente do Olodum, João Jorge exaltou a representatividade de Roger; enquanto que a secretária estadual de Promoção da Igualdade Racial, Fabya Reis, afirmou que o esportista “conseguiu reverberar a luta antirracista”.

O evento contou com apresentação poética do Sarau da Onça, formado por jovens do bairro de Sussuarana, e um minuto de silêncio dedicado às nove vítimas de Paraisópolis (SP) e à estudante quilombola Elitânia Souza da Hora.

Além dos citados, compuseram a mesa do evento a vereadora Marta Rodrigues (PT), que dirigiu a sessão durante o discurso de Aladilce; Thiago César, coordenador do Núcleo de Ações Afirmativas do Bahia; a defensora Fabíola Margherita Pacheco de Menezes, representando a Defensoria Pública da Bahia. O vereador Hélio Ferreira (PCdoB) prestigiou a solenidade, finalizada com o Hino do Bahia cantado em coro.

Foto: Valdemiro Lopes/CMS




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *