9 de abril de 2020
  • :
  • :

Vitória dará férias coletivas ao elenco e funcionários em abril

Vitória dará férias coletivas ao elenco e funcionários em abril

O Vitória dará férias coletivas a todos os seus jogadores e funcionários a partir do dia 1º de abril. A princípio, os profissionais gozarão do benefício por 20 dias, mas ele poderá ser estendido por mais 10. Nesse caso, o retorno às atividades ocorreria somente em maio. A data será definida de acordo com a situação da pandemia de coronavírus.

“Vai depender muito do fim desse período de isolamento social a que estamos submetidos e da readequação do calendário da CBF, que aguarda também o fim do estado de calamidade para readequar o calendário. Estamos aguardando as definições para saber se as férias serão até o dia 20 ou se serão prorrogadas”, afirmou o diretor jurídico do Vitória, Dilson Júnior.

“Já é uma decisão sacramentada dentro do clube. Vamos comunicar a todos entre hoje e amanhã sobre tal assunto. Vamos entrar em contato por telefone, também usar e-mails e WhatsApp, tomando todas as cautelas e cuidados para a situação”, completou ele nesta quartta-feira (25).

O dirigente rubro-negro garantiu que o pronunciamento oficial feito na noite de terça-feira (24) pelo presidente Jair Bolsonaro contra as medidas de restrições para conter o avanço da pandemia da Covid-19 no Brasil não fará o Vitória voltar atrás da decisão de dar férias coletivas.

“Não. Não vai alterar nada. A gente está com essa programação de finalizar as férias no dia 20, a priori. A gente tem uma perspectiva de que esse estado de isolamento dure até antes ou depois da Semana Santa. Dia 20 já é uma data que a gente considera que haja uma curva descendente do coronavírus e que haja um mapeamento dos centros de propagação da doença, de modo que as atividades econômicas, dentre elas o futebol, possam retomar dentro de uma normalidade no atual estágio. A gente espera uma volta aos pouquinhos, então estamos com essa programação”.

O pagamento das férias, no entanto, só será feito em maio. O Vitória vai fazer valer a Medida Provisória nº 927 publicada pelo Governo Federal no último domingo (22). O Artigo 9º diz: O pagamento da remuneração das férias concedidas em razão do estado de calamidade pública a que se refere o art. 1º poderá ser efetuado até o quinto dia útil do mês subsequente ao início do gozo das férias, não aplicável o disposto no art. 145 da Consolidação das Leis do Trabalho, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1943.

“O clube está se baseando da Media Provisória nº 927, que foi divulgada agora no final de semana. Eu posso conceder férias, mas ao invés de pagar o valor das férias de forma antecipada, eu posso pagar posteriormente. Eu tenho que pagar no mês seguinte ao da concessão. Temos que pagar em maio. Então, em maio vamos pagar o valor das férias conforme foi possibilitado pela Medida Provisória 927”.

Com a paralisação dos campeonatos em todo o Brasil na tentativa de tentar conter o contágio da Covid-19, a Toca do Leão está com os portões fechados desde o último dia 18, quando liberou jogadores e funcionários para fazerem o isolamento social em casa. Segundo Dilson Júnior, as férias coletivas facilitarão o planejamento do clube quando as atividades forem normalizadas.

“Ao invés de dar férias em dezembro, daremos só o recesso de final de ano, não teremos férias e continuaremos com o planejamento do clube com todo mundo trabalhando. Com as férias sendo dadas agora, a gente não precisa perder uma ou outra peça importante do quadro funcional em determinado período do ano. O clube poderá fazer um melhor planejamento dos setores”, pontuou.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *