31 de maio de 2020
  • :
  • :

Petrobras suspende hibernação de campos terrestres

Petrobras suspende hibernação de campos terrestres

O diretor de Exploração e Produção da Petrobras (E&P), Carlos Alberto Pereira de Oliveira, comunicou por videoconferência, que a companhia voltou atrás e suspendeu a hibernação dos seus campos terrestres de petróleo nos estados da Bahia, de Sergipe, Rio Grande do Norte, Alagoas, Ceará e norte do Espírito Santo.

De acordo com o diretor, até o final desse ano, a Petrobras não fará novas hibernações e nem as que já estavam previstas. Mas não voltará atrás nas hibernações que já foram implementadas, todas em plataformas marítimas de águas rasas. Segundo o Sindicato dos Petroleiros da Bahia (Sindipetro Bahia) a notícia só foi publicizada internamente para os gerentes que ficaram cientes da decisão da estatal e informaram ao Sindicato.

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) confirmou que, até a primeira quinzena de maio, 36 campos tiveram a hibernação formalmente comunicada. Desse total, 33 são operados pela Petrobras e 15 deles são terrestres. Os três campos no Recôncavo Baiano são os únicos da lista da ANP que não são operados pela Petrobras.

“A decisão mostra a importância da luta dos Sindipetros e da Federação Única dos Petroleiros (FUP), que não aceitaram o fechamento dos campos de petróleo se posicionando na linha de frente para impedir que a medida tivesse êxito. Afinal, em plena pandemia da Covid-19, a estatal no lugar de ajudar, começou a colocar em prática ações que aumentariam a crise sanitária e econômica no país, gerando milhares de pessoas desempregadas e redução da arrecadação de diversos municípios e estados”, afirma o diretor de comunicação do Sindipetro Bahia, Radiovaldo Costa.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *