14 de julho de 2020
  • :
  • :

Tinoco comemora inclusão de padarias como serviço essencial em Salvador

Tinoco comemora inclusão de padarias como serviço essencial em Salvador

O vereador Claudio Tinoco (Democratas) comemorou a inclusão das padarias como serviço essencial na cidade de Salvador. A medida foi anunciada pelo prefeito ACM Neto durante coletiva nesta quinta-feira (28).

A decisão da Prefeitura de Salvador foi tomada após reunião realizada entre o município, os representantes do setor em Salvador e o vereador Claudio Tinoco. Dentre os participantes estavam o presidente da Associação dos Proprietários de Padaria da Bahia (APPB), Edésio Duran; o presidente do Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria de Salvador (Sindipan), Florêncio Rodrigues; além do vice-presidente da APPB, José Luiz Varela; e do ex-presidente do Sindipan, Mário Pithon.

“Temos que celebrar essa decisão do nosso prefeito. As padarias são essenciais por comercializarem gêneros alimentícios. Elas são ainda mais importantes em bairros populares, onde chegam a ser as únicas opções para aquisição de alimentos”, comemorou o vereador Claudio Tinoco.

O vereador solicitou a inclusão do setor na lista de serviços essenciais da Prefeitura de Salvador durante votação da Câmara Municipal de Salvador realizada no último sábado (23). Na ocasião, Tinoco citou a lei n° 7.783 do governo federal que considera a distribuição de medicamentos e alimentos como essenciais na sociedade como argumento para que o setor fosse incluído em Salvador.

Para abrirem, as padarias devem respeitar protocolo autorizado pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo. Dentre as normas estabelecidas estão, por exemplo, o horário de funcionamento ao público de 6h às 20h. O protocolo ainda prevê o limite de um cliente por 9m² ou um atendente para cada cliente. Além disso, todos os empregados devem usar máscara, e álcool em gel ou líquido 70% devem ser disponibilizados para os clientes.

Para aumentar a segurança, ainda foram definidos que a experimentação de produtos e o serviço de manobrista estão proibidos, além da restrição de 50% do total de vagas disponíveis em estacionamentos. “A criação de um protocolo de segurança, como defendi em um primeiro momento, é mais uma decisão acertada e tomada em conjunto entre Prefeitura e as entidades para salvaguardar a saúde da nossa população”, defendeu Tinoco.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *