5 de agosto de 2020
  • :
  • :

Dois de Julho é comemorado com atos simbólicos

Dois de Julho é comemorado com atos simbólicos

Em quase dois séculos de celebração da Independência do Brasil na Bahia, os soteropolitanos viveram uma comemoração diferente do Dois de Julho nesta quinta-feira, no Largo da Lapinha. A participação popular foi marcada apenas pela presença de moradores da região nas sacadas, por conta da pandemia do novo coronavírus.

Sem deixar de reverenciar a data, no entanto, o prefeito ACM Neto reuniu-se a outras autoridades do município e do estado, a exemplo do governador Rui Costa, para o ato solene simbólico e aberto apenas para autoridades civis e militares e para a imprensa. Isso para evitar aglomeração.

Ao participar do ato, o prefeito lembrou dos heróis que lutaram pela Independência da Bahia e do Brasil, mas deixou também uma homenagem aos guerreiros e guerreiras do presente: os profissionais da saúde que cuidam diariamente das pessoas infectadas pelo coronavírus.

“A batalha hoje está sendo travada nos leitos hospitalares, nos 163 bairros desta cidade e nos 417 municípios da Bahia. Neste momento, nós não podemos deixar de homenagear os heróis do presente. Ao recordarmos os heróis do passado, precisamos homenagear os do presente, em especial a todos os profissionais da área de saúde que estão na linha de frente, arriscando as suas vidas, dando o melhor de si para salvar a vida do próximo”, afirmou.

ACM Neto ressaltou o momento atípico, mas reafirmou a necessidade de manter o distanciamento social. “Todos nós estamos acostumados com um Dois de Julho marcado pela multidão, mas, nesse momento, nós todos precisamos mostrar, por meio desse gesto simbólico, que a melhor forma de a gente homenagear a todos que lutaram ao longo de toda a história pelo nosso estado e pela nossa cidade é respeitando a distância”.

O governador Rui Costa também ressaltou a batalha enfrentada pelo povo baiano e de todo o país para superar o coronavírus: “Essa é uma homenagem a uma grande batalha que simbolizou não só a independência da Bahia, mas também a independência do Brasil. Hoje, o povo baiano, o Brasil e o mundo vivem outra batalha, cujo modus operandi a ciência ainda busca explicar. Esse vírus, entre tantos ensinamentos tristes que traz para a humanidade, deixará um: de que não é possível minimizar o valor da vida humana”.

Solenidade – O hasteamento das bandeiras de Salvador, do Brasil, da Bahia e do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB) foi feito, respectivamente, pelo prefeito ACM Neto, governador Rui Costa, presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Nelson Leal, e pelo presidente do IGHB, Eduardo Morais de Castro. O ato simbólico contou ainda com a caracterização e retirada do caboclo e da cabocla de dentro do pavilhão da Lapinha e com a deposição de flores aos heróis da Independência no monumento do General Labatut.

O ato simbólico em celebração à data magna da Bahia foi encerrado esta manhã, com a execução do hino ao Dois de Julho.

Programação virtual – O presidente da Fundação Gregório de Mattos (FGM), Fernando Guerreiro, responsável todos os anos pela organização da festa, informou a realização de uma programação virtual construída com muito carinho pela fundação para complementar o ato simbólico de hoje. A programação segue disponível no canal da FGM do Youtube a partir de hoje e ao longo da semana.

“Essa programação vai possibilitar que adultos e crianças possam conhecer um pouco mais da festa fora da farra. Será uma oportunidade de as pessoas aprenderem um pouco mais”.

Foto: Paula Fróes/GOVBA




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *