5 de agosto de 2020
  • :
  • :

Gandu tem maior incidência de covid-19 na Bahia e prorroga “lockdown”

Gandu tem maior incidência de covid-19 na Bahia e prorroga “lockdown”

O município de Gandu, no Sul da Bahia, registra grande crescimento de casos da Covid-19 nos últimos dias. De acordo com o boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), nesta terça-feira (7), a cidade tem o maior coeficiente de incidência de casos da doença por 100 mil habitantes em toda Bahia.

Nesta terça-feira (7), o prefeito da cidade, Leonardo Cardoso, prorrogou o “lockdown”, que significa a proibição das atividades não essenciais e circulação de pessoas e veículos. A medida está em vigor desde o dia 2 deste mês e vale até o sábado (11).

Na última segunda-feira (6), Gandu contabilizou 54 casos novos do coronavírus. No total, de acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura da cidade, foram contabilizadas 773 pessoas contaminadas pela Covid-19, com 456 curadas e 14 mortes. O município ainda tem 303 casos ativos, que são pacientes infectados que ainda podem transmitir o vírus para outra pessoa.

“A gente tem a curva de contaminação que ainda é uma crescente. Isso é reflexo de duas semanas atrás, talvez a semana do São João. A janela imunológica, o aparecimento dos sintomas, leva de sete a 15 dias. O efeito de ontem, que ultrapassou 50 casos, foram coletas de pessoas que tiveram contaminação há duas semanas. Agora, o lockdown, a medida que está sendo abraçada, vai ter efeito daqui a uma ou duas semanas”, explicou o prefeito Leonardo Cardoso durante transmissão na internet nesta terça-feira.

Durante o “lockdown” em Gandu, os únicos estabelecimentos com funcionamento permitido são farmácias, clínicas médicas, laboratórios, postos de combustíveis e serviços de delivery. Carros oficiais e de urgência e emergência também têm liberação para circulação.

“A medida está dando certo, está fluindo, dando efeito. É necessário se aproveitar esses três dias a mais, completar dez dias, e ter mais efeitos positivos lá na frente e derrubarmos com mais velocidade a curva de contaminação. […] Gandu tem tido contaminação frequente e acelerada. Ainda temos número grande de atendimento diário. Lockdown é para barrar velocidade de contaminação e que a gente não tenha muitas pessoas doentes. Graças a Deus a comunidade tem abraçado essa medida”, disse o prefeito.

A cidade também segue com o toque de recolher, em vigor desde o dia 4 de junho. A medida proíbe, das 19h às 5h, a circulação de pessoas e veículos nas ruas, exceto quem esteja a serviço e em casos de emergência.

O prefeito de Gandu também anunciou que, com o encerramento do lockdown, no sábado, a cidade vai retomar, gradualmente, a reabertura da economia.

De acordo com o planejamento da gestão da cidade, ficou determinado a retomada dos seguintes estabelecimentos:

Domingo (12) – caixas eletrônicos;
Segunda-feira (13) – agências bancárias, lotéricas e firmas de Cacau;
Terça-feira (14) – supermercados, mercados, hortifrútis, açougues, padarias e panificadoras;
Quarta-feira (15) – demais serviços essenciais: farmácias e drogarias, clínicas odontomédicas, consultórios veterinários, laboratórios clínicos, casa de ração ou insumos de uso animal, loja de sementes, fertilizantes ou insumos agrícolas, casas de autopeças, borracharias, oficinas mecânicas.;
Quinta-feira (16) – primeiro bloco do comércio não essencial (não especificado), das 8h às 18;
Sexta-feira (17) – segundo bloco do comércio não essencial (não especificado), das 8h Pas 18h;
Sábado (18) – funcionamento exclusivo de serviço essenciais;
A partir da segunda-feira (20) – atividades essenciais e não essenciais. Blocos 1 e de 2 de serviços não essenciais operam em horário alternado.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *