5 de agosto de 2020
  • :
  • :

Dom Estevam se despede dos fiéis da Arquidiocese de Salvador nesta quinta

Dom Estevam se despede dos fiéis da Arquidiocese de Salvador nesta quinta

Nesta quinta-feira, dia 9 de julho, será celebrada a Missa em Ação de Graças pelo Jubileu de Prata Sacerdotal e também de Envio de Dom Estevam do Santos Silva Filho, que assumirá uma nova missão na Diocese de Ruy Barbosa. A Celebração Eucarística terá início às 9h, no Santuário Santa Dulce dos Pobres, e será restrita devido à pandemia. “Celebro o meu Jubileu de Prata Sacerdotal. São 25 anos com a graça de servir ao Senhor da Messe, ao Senhor que se compadeceu, que me chamou para esta vocação santa, não pelos meus méritos, mas por desígnio e graça”, afirma Dom Estevam.

Os fiéis que desejarem, poderão acompanhar através dos canais oficiais da Arquidiocese de Salvador: Youtube/arquidiocesedesalvador; Instagram: @arquisalvador e Facebook: @ArquidioceseSalvador. A transmissão, ao vivo, também acontecerá pelo Intagram e Facebook do Santuário: @santuariosantadulce e pelo canal youtube.com/obrasirmadulce; além das redes sociais pessoais de Dom Estevam: Instagram: @domestevamsantosfilho e Facebook: @domestevam.

Nascido em Vitória da Conquista (BA) no dia 10 de abril de 1968, Dom Estevam dos Santos Silva Filho foi ordenado presbítero no dia 9 de julho de 1995. Desenvolveu trabalhos pastorais, como pároco, em diversas paróquias, assessorando pastorais e movimentos. Antes de ser nomeado bispo auxiliar da Arquidiocese de Salvador, era pároco da Paróquia Nossa Senhora das Candeias (Vitória da Conquista), diretor espiritual no Seminário Maior e ecônomo da Arquidiocese de Vitória da Conquista.

No dia 29 de janeiro de 2014, Dom Estevam recebeu a missão de auxiliar, como bispo, a Arquidiocese de Salvador. A Ordenação Episcopal aconteceu no dia 30 de março do mesmo ano, no Ginásio de Esportes de Vitória da Conquista, e contou com a presença de padres, religiosos e leigos.  Como lema episcopal, Dom Estevam escolheu “Ai de mim se eu não evangelizar”.

Ao longo do tempo em que esteve na Arquidiocese de Salvador, colaborando com o pastoreio do então Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger e, desde o dia 5 de junho deste ano, com o novo Arcebispo, Cardeal Dom Sergio da Rocha, Dom Estevam se destacou pela preocupação com a reorganização administrativa da Cúria Bom Pastor e com a restruturação da Universidade Católica do Salvador (UCSal). Dom Estevam se dedicou, ainda, a realizar visitas pastorais, acompanhar jovens, diáconos, membros do Apostolado da Oração e, de modo especial, os fiéis.

Em 15 de abril de 2020, o Povo de Deus desta Arquidiocese Primaz recebeu uma surpresa: o Papa Francisco nomeara Dom Estevam como bispo da Diocese de Ruy Barbosa, na Bahia. A posse acontecerá no dia 12 de julho, às 16h, na Catedral de Santo Antônio, na cidade de Ruy Barbosa. “Eu estou muito feliz, porque sei que, dizendo ‘sim’ ao pastoreio da Diocese de Ruy Barbosa , eu estou dizendo ‘sim’ a Deus; e dizer ‘sim’ a Deus é motivo de muita alegria. Apesar de a posse ser em caráter restrito devido a COVID-19, a minha expectativa é a de poder abraçar todo o Povo de Deus que compreende os 22 municípios que compõem a Diocese de Ruy Barbosa. Eu vou abraçá-los, ao menos virtualmente, mas, de maneira especial, espiritualmente porque quero caminhar com este povo querido”, afirma.

A posse de Dom Estevam será transmitida, ao vivo, pelo canal no Youtube e também pelo perfil no Facebook da Diocese de Ruy Barbosa, além das rádios das cidades da região. “A minha posse como quinto bispo da Diocese de Ruy Barbosa, embora seja restrita, será transmitida amplamente pelas redes sociais e, se Deus permitir, pela Rede Vida de Televisão. Será um momento de muita alegria e de proclamar a nossa fé em Jesus, o nosso Pastor”, diz Dom Estevam.

Aos fiéis – Devido à pandemia, Dom Estevam não poderá se despedir, pessoalmente, dos fiéis da Arquidiocese de Salvador; e não poderá cumprimentar, neste primeiro momento, o Povo de Deus que o acolhe na Diocese de Ruy Barbosa. Assim, a Pastoral da Comunicação (Pascom) perguntou: Dom Estevam, o que o senhor gostaria de dizer às ovelhinhas da Arquidiocese de Salvador e também às da Diocese de Ruy Barbosa?

Às ovelhinhas da Arquidiocese de Salvador:

“Permaneci na Arquidiocese de São Salvador da Bahia por cerca de seis anos. Quantas alegrias: poder encontrar, abraçar, celebrar com o povo querido de Deus dessa cidade de São Salvador da Bahia, Lauro de Freitas, Ilha de Itaparica, Salinas da Margarida e Vera Cruz. Pude ir também à várias cidades do Recôncavo, pois antes de ser criada a Diocese de Cruz das Almas aquela região também pertencia à Arquidiocese de Salvador. O que eu posso dizer são aquelas palavras que o próprio Jesus ensinou: que ao terminarmos uma missão que nos foi confiada, devemos sempre dizer: ‘sou um servo inútil, fiz só e puramente aquilo que me foi pedido, que me foi confiado. E é com este sinal de gratidão no coração que eu me despeço da Arquidiocese de Salvador. Há um belo ditado que quer parte leva saudade: levarei no meu coração a saudade do clero, dos religiosos, das religiosas, dos seminaristas, dos diáconos, de todos os leigos, de todas as comunidades, sobretudo aquelas que eu pude fazer a visita pastoral, entrando em tantas comunidades, em várias paróquias e podendo experimentar verdadeiramente como o Povo de Deus vive e celebra no dia a dia. Por isso, eu agradeço verdadeiramente.

Peço desculpas, perdão, se não pude ser o instrumento que era necessário, que o próprio Senhor queria que eu fosse, mas, ao mesmo tempo, eu confio na generosidade de todos em saber me perdoar e rezar por mim. Muito obrigado, queridos irmãos e irmãs da Arquidiocese de São Salvador da Bahia. Estaremos sempre unidos em cada Eucaristia que celebrarmos, estarei sempre em sintonia com esse querido e amado Povo de Deus que me acolheu tão bem nesta terra de todos os santos. Muito obrigado! Deus os abençoe!”.

Às ovelhinhas da Diocese de Ruy Barbosa:

“Peço licença para entrar na Diocese de Ruy Barbosa. Com o coração cheio de amor, o amor que vim cultivando deste a Arquidiocese de Vitória da Conquista, o amor que pude também cultivar na Arquidiocese de Salvador. Entro, então, de forma muito humilde, nesta já amada Diocese de Ruy Barbosa. Rezando e abençoando todo o querido Povo de Deus. Vamos caminhar juntos! Peço que me ajudem, pois quero com toda a força do meu coração, servi-los, celebrar com todos e caminhar como irmãos. Deus os abençoe!”.

Texto e foto: Pascom/Arquidiocese de Salvador




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *