30 de outubro de 2020
  • :
  • :

Justiça bloqueia R$ 140 mil em bens do secretário da Saúde de Ilhéus

Justiça bloqueia R$ 140 mil em bens do secretário da Saúde de Ilhéus

Acusado de não pagar R$ 70 mil referentes à entrada do pagamento uma residência que adquiriu em Ilhéus, onde mora e é Secretário de Saúde, Geraldo Magela teve bens bloqueados pela Justiça da Bahia. A decisão, que aconteceu no dia 13 de julho, foi expedida pelo juiz Júlio Gonçalves da Silva Júnior. O secretário foi denunciado por uma idosa de 73 anos, que era antiga proprietária do imóvel.

Além da dívida da entrada do imóvel, a idosa também cobra outros R$ 70 mil de Geraldo. Isso porque ela afirma ter pago dívidas do gestor, que afirmou que só conseguiria pegar um empréstimo para pagá-la ao quitar os vencimentos atrasados que tinha com outros credores.

Procurado pela reportagem, Geraldo afirmou que não foi citado pelo processo e que tentaram politizar o caso. “Eu não fui procurado e não estava no processo. É um problema da minha filha. E agora, viram que eu sou político e estão utilizando isso. A utilização disso é uma coisa doentia. Eu não sou parte do processo”, declarou ao jornal Correio.

O secretário afirmou também que um acordo foi proposto para a antiga proprietária e que deve entrar com ação contra quem o acusa. “A minha filha fez proposta de acordo e está aguardando a manifestação. Preciso procurar entender porque eu tive meus bens bloqueados por uma ação que eu nem fui citado. Bloqueio que eu não sei se tem porque não fui informado. Meus advogados estão estudando medidas e eu vou entrar com uma ação”, informou.

Segundo informações da advogada da idosa, a venda do imóvel, que se localiza em Olivença, aconteceu em 2013 e a sua cliente entrou com processo contra o secretário em 2015, após dois anos em que o acusado teria “enganado” a antiga dona da casa.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *