1 de outubro de 2020
  • :
  • :

Primeiro-ministro do Japão vai renunciar ao cargo por problema de saúde

Primeiro-ministro do Japão vai renunciar ao cargo por problema de saúde

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, anunciou nesta sexta-feira (28) que deixará o cargo por motivos de saúde. O premiê, porém, permanecerá exercendo suas funções até que o seu substituto seja nomeado.

“Minhas condições de saúde não são perfeitas. Problemas de saúde podem levar a decisões políticas erradas. Decidi renunciar ao cargo de primeiro-ministro”, disse Abe em entrevista coletiva em Tóquio.

Abe, de 65 anos, afirmou que voltou a sofrer recentemente de colite ulcerosa crônica, uma doença inflamatória intestinal não curável, que o forçou a renunciar em seu primeiro mandato (2006-2007).

Sem esconder a emoção, Abe afirmou que está “profundamente triste” por deixar o posto um ano antes da data prevista, que seria de setembro de 2021, e em plena crise do novo coronavírus.

“É angustiante ter que deixar meu emprego antes de realizar meus objetivos”, disse Abe, mencionando seu fracasso em resolver a questão dos japoneses sequestrados anos atrás pela Coreia do Norte e uma disputa territorial com a Rússia.

Em um país que já foi conhecido por rápidas passagens de seus primeiros-ministros, a sua partida marca o fim de uma era incomum. Abe, que se tornou premiê pela segunda vez em 2012, é o chefe de governo do Japão a ocupar o cargo por mais tempo em termos de dias consecutivos de mandato.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *