27 de novembro de 2020
  • :
  • :

Prefeitura de Salvador libera praias e parques públicos aos sábados

Prefeitura de Salvador libera praias e parques públicos aos sábados

A Prefeitura anunciou, nesta sexta-feira (13), novas medidas de flexibilização do funcionamento de espaços e atividades durante a pandemia do novo coronavírus em Salvador. Uma das novidades é a abertura das praias e parques públicos municipais aos sábados.  

Os detalhes foram apresentados pelo prefeito ACM Neto durante a entrega das obras de requalificação do canal Paraguari, em Periperi. Na ocasião, ele também comunicou ampliação do funcionamento do Elevador Lacerda, clínicas odontológicas e de estéticas, clubes sociais, cursos livres e academias de ginástica.

“Já é uma grande vitória para toda população começarmos a fazer a liberação das praias no final de semana. Entendemos que, pelos números da Covid-19 em Salvador, há segurança para autorizamos a abertura desses espaços aos sábados, cumprindo as  regras e protocolos estabelecidos”, afirmou o prefeito.

“Vale reforçar, no entanto, que essas novas medidas de flexibilização do plano de retomada terão validade a partir da próxima segunda-feira (16). Portanto, nenhuma delas valerão para este final de semana”, disse ACM Neto, acrescentando que todas as praias da cidade permanecerão interditadas aos domingos e feriados.

O prefeito também anunciou a reabertura das praias do Buracão, Paciência (ambas no Rio Vermelho) e Porto da Barra, que ficaram oito meses fechadas por conta das ações restritivas para o controle da disseminação da Covid-19. No caso da praia do Porto da Barra, ela funcionará de terça a sábado. A mesma regra vale para as de São Tomé de Paripe, Tubarão, Ribeira, Amaralina e Itapuã.  

“Especificamente na praia do Porto da Barra, pois ela tem faixa de areia muito estreita e é uma das mais demandadas da cidade, não vamos  permitir colocação de ombrelones, mesas, cadeiras e banquetas nesse primeiro momento. As outras poderão funcionar, seguindo os protocolos e medidas que já foram anunciadas pela Prefeitura, com regras para colocação desses equipamentos, assim como comercialização dos produtos”, destacou o chefe do Executivo municipal.

Elevador – Um dos cartões postais da capital baiana, o Elevador Lacerda terá o horário de fechamento ampliado de segunda a sábado para 22h. Antes, o equipamento estava autorizado a funcionar segunda a sexta, das 7h às 17h30, e aos sábados, de 8h às 17h.  

No local, os usuários contam com aferição da temperatura, higienização das mãos com álcool a 70% e organização da fila com distanciamento de 1,5 metro entre os passageiros. O acesso ao elevador só é permitido apenas para pessoas que estiverem fazendo o uso de máscaras.  

Há, ainda, presenças de sinalização para distanciamento entre as pessoas e de barreira física de proteção aos ascensoristas dentro das cabines. O ascensor segue funcionando com 30% de sua capacidade, ou seja, seis pessoas por cabine, e o valor da tarifa continua R$0,15.

Mais flexibilizações – Os restaurantes, bares e lanchonetes estarão liberados para fazer o serviço de rodízio. Clínicas odontológicas e de estética, bem como autoescolas, poderão estender o horário de funcionamento, de segunda a sábado, das 8h às 19h. Antes, as clínicas estavam autorizadas a abrir nesses mesmos dias, só que 9h às 19h. No caso das autoescolas, o permitido era funcionar das 10h às 19h.

Instituições que ofertam cursos livres também poderão ampliar horário de funcionamento, de segunda a sábado, das 7h às 22h (a regra anterior determinava abertura e fechamento de 10h às 22h).

Clubes Sociais, recreativos e esportivos poderão ampliar a capacidade de frequência simultânea para 30% do quadro de associados. Nesses locais, bares e lanchonetes passam a estar autorizados a abrir aos sábados.

Nas academias de ginástica, o tempo máximo de uma hora de permanência por aluno estará revogado. Porém, esses estabelecimentos deverão manter a obrigatoriedade de agendamento prévio para a entrada de alunos.

“Até hoje, por termos agido com cautela e prudência, todos os anúncios feitos permitiram que mantivéssemos a dinâmica do controle da pandemia em Salvador. Mas isso não pode servir de  estímulo para que as pessoas relaxem. Estamos vendo em diversos locais do mundo a segunda onda da doença.  Por isso, temos que fazer tudo para evitar isso na cidade, respeitando medidas protetivas como o uso de máscara”, concluiu ACM Neto.

Foto: Max Haack/Secom-PMS




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *