27 de novembro de 2020
  • :
  • :

João Roma destaca perspectiva de crescimento de fábrica de fertilizantes da Unigel

João Roma destaca perspectiva de crescimento de fábrica de fertilizantes da Unigel

O deputado federal João Roma (Republicanos) visitou nesta sexta-feira (20) a fábrica de fertilizantes da Unigel (antiga Fafen), em Camaçari, e destacou o potencial de crescimento do setor e sua importância para o desenvolvimento da Bahia e do Nordeste. O parlamentar integrou a comitiva do Secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos Alexandre Jorge Da Costa, que visitou a unidade como parte de uma agenda voltada às iniciativas para a retomada do crescimento econômico do país.

“Vejo com muito otimismo esse momento no Nordeste. Ao longo do tempo, o Nordeste vem ficando cada vez mais periférico dentro da produtividade nacional. Hoje, vemos que algumas mazelas se tornam potencialidades. O sol que castigava hoje é uma potencialidade, assim como a energia eólica, o gás. E fico aqui muito feliz por ver esta fábrica funcionando, e temos uma perspectiva grande de crescimento e de desenvolvimento para a Bahia”, afirmou o deputado.

A fábrica de fertilizantes deve gerar 1,2 mil empregos diretos e indiretos, além de potencializar diversas atividades no estado. A fábrica foi arrendada após acordo entre a Petrobrás e a Unigel, que recebeu da estatal a posse da unidade e fará investimento de R$ 100 milhões. “Neste momento, estes investimentos serão fundamentais para a retomada da economia, especialmente no nosso estado”, pontua Roma.

O presidente da Unigel, Roberto Noronha, recepcionou a comitiva durante a visita, que teve ainda a participação do vice-governador João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, e do deputado federal João Carlos (PL).

Carlos Da Costa, por sua vez, afirmou que, para tornar a Fafen viável, foram tomadas algumas medidas muito corajosas. “Primeiro, aprovamos resoluções no Conselho Nacional de Política Energética para abrirmos o mercado de gás e trazermos maior concorrência. O Brasil não pode não ter atores fortes nacionais no mercado de fertilizantes. Temos insumo abundante do gás e temos mercado abundante do agronegócio. Trabalhamos com a Petrobrás para chegar num termo sobre o gás e trabalhamos com todos os estados”.

“O preço do gás está despencando no Brasil e está assim por conta da concorrência. Queremos que a Fafen seja um exemplo e que a Unigel Agro seja um exemplo de como os mercados com concorrência, com liberdade econômica e com o Governo Federal agindo exclusivamente naquilo que lhe cabe agir, é sim possível fazer um Brasil próspero. Esse é o Brasil que a gente acredita”, complementou.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *