24 de junho de 2021
  • :
  • :

Camaçari: Conselho de Cultura autoriza tombamento da Igreja de Abrantes de 1558

Camaçari: Conselho de Cultura autoriza tombamento da Igreja de Abrantes de 1558

A Igreja do Divino Espírito Santo, em Vila de Abrantes, teve o tombamento autorizado pelo Conselho Municipal de Cultura de Camaçari, na Região Metropolitana. A decisão foi tomada nesta segunda-feira (24).

A paróquia foi estabelecida, em 1558, por jesuítas que vieram na expedição comandada pelo 1° Governador Geral do Brasil, Tomé de Souza. A igreja é a oitava mais antiga do Brasil, e tem um acervo de imagens sacras, edificações e objetos desse período.

Segundo a Diocese, os missionários da Companhia de Jesus fundaram a Aldeia do Divino Espírito Santo – atualmente chamada Vila de Abrantes. O espaço era utilizado para catequização dos índios tupinambás que viviam na região. Por volta do ano de 1562 existiam sete aldeias e aproximadamente mil pessoas na localidade, onde iniciou a vida cristã do município.

Foram nove meses de pesquisa de dados históricos, arquitetônicos e fotográficos até a Secretaria Municipal de Cultura (Secult) e a Câmara Municipal aprovarem o relatório final do projeto de tombamento. A titular da pasta, Márcia Normando Tude, afirmou que a iniciativa tem por objetivo a preservação do patrimônio cultural da cidade.

“A aprovação foi por unanimidade e o parecer foi encaminhado para a Secretaria de Governo para que o prefeito decrete o bem tombado. Em seguida, registramos no Livro do Tombo e fizemos a solenidade de tombamento, com a participação da comunidade”, contou. “Existe cultura porque existe povo e, se existe povo, existe memória”, disse.

A expectativa da prefeitura é que o tombamento da igreja ajude a incrementar a receita do município fortalecendo o turismo e garantindo meios de proteção e resgate da história de Camaçari.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *