24 de junho de 2021
  • :
  • :

Sambista Nelson Sargento morre vítima da covid-19

Sambista Nelson Sargento morre vítima da covid-19

Morreu, nesta quinta-feira (27), o ícone do samba Nelson Sargento. O sambista tinha 96 anos e foi vítima da covid-19. O diagnóstico da doença veio na última sexta-feira (21), quando foi internado. Sargento recebeu duas doses da vacina contra a covid-19, sendo a última aplicada ainda em 26 de fevereiro, informa o G1.

Grande representante do samba, Nelson Sargento foi cantor, compositor, pesquisador, artista plástico, ator e escritor. Ele é um dos símbolos da escola de samba Mangueira, do Rio de Janeiro.

Em seu último aniversário, quando completou 96 anos, o presidente de honra da Estação Primeira de Mangueira recebeu homenagens de grandes nomes da cultura popular em um vídeo com votos de felicidade.

Tomou a Coronavac – Nelson Sargento foi um dos primeiros cariocas vacinados contra o coronavírus. Ele recebeu a primeira dose da Coronavac em 31 de janeiro. À época, o compositor foi um dos nomes escolhidos pela Prefeitura do Rio para marcar o início da campanha de imunização na cidade.

Em fevereiro, em entrevista ao Estadão, Sargento lamentou a pandemia, que levou ao cancelamento do carnaval carioca e o obrigou a passar seus dias dentro do apartamento onde mora, em Copacabana, na zona sul. Na ocasião, porém, ele se mostrou otimista e falou sobre a felicidade de ter sido vacinado.

“Isso tudo vai passar. Tem que passar”, disse o sambista, que se emocionou ao receber a primeira dose da vacina. “Levantei a manga da camisa, a moça fez o trabalho dela. Eu fui ao céu e voltei.”




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *