17 de setembro de 2021
  • :
  • :

Primeira etapa do Ouvindo Nosso Bairro registra 21 mil solicitações

Primeira etapa do Ouvindo Nosso Bairro registra 21 mil solicitações

Maior realização interativa para promoção de intervenções públicas da capital baiana, o programa Ouvindo Nosso Bairro teve a primeira etapa encerrada nesta segunda-feira (13), registrando mais de 21 mil solicitações oriundas da população dos bairros de Salvador. Devido à pandemia, o sexto ano do programa contou apenas com a votação digital pelo site e, também, com consultas realizadas nas próprias unidades das Prefeituras-Bairro, sendo precedidas por cinco audiências públicas para debater e explicar o programa para a população.

A iniciativa funciona via indicação eletrônica, registrada nos 170 bairros da cidade, por meio do qual o cidadão pode pedir, por exemplo, a construção e manutenção de quadras poliesportivas, campos de futebol, praças, parques e demais equipamentos públicos. Em relação às sugestões, os cinco bairros com maior número de pedidos registrados foram São Marcos (1.370); Paripe (1.264); Vila Laura (1.170); Barroquinha (763) e Beiru/Tancredo Neves (599).

As intervenções mais solicitadas pela população nesta primeira etapa foram praças (3.435); recapeamento asfáltico (1.916); drenagem (1.475); escadarias (1.425) e contenção de encostas (1.417). Os moradores da Barroquinha sentem mais falta das praças (501), enquanto em São Marcos, a iluminação de campos e quadras (473) e o recapeamento asfáltico (453) são os maiores anseios da população.

Em Beiru/Tancredo Neves, o maior número de pedidos se deu para a realização de mais obras de contenção de encostas (416). Na Vila Laura, a implantação de academias de saúde (253) fala alto no desejo dos moradores.

“Encerramos a 1ª etapa do Ouvindo Nosso Bairro com muita alegria e gratidão a cada um dos mais de 10 mil cidadãos soteropolitanos, que contribuíram com suas sugestões para melhoria dos bairros de Salvador. Isso demonstra a participação da população em contribuir com a gestão no avanço da nossa cidade. Vamos para a segunda etapa no dia 23 de julho, onde cada cidadão terá cinco votos para eleger a obra mais importante para o bairro. Convido todos e todas a participar da próxima etapa e, juntos, fazer uma Salvador cada vez melhor”, declara o secretário de Articulação Comunitária e Prefeituras-Bairro, Kaio Moraes.

Etapas – Na primeira etapa, o cidadão pôde sugerir intervenções para os bairros da cidade, respeitando o limite de até três sugestões. Após análise de viabilidade técnica das sugestões, havendo aprovação, ocorre o avanço para a segunda etapa. Nesta fase, é realizada uma votação, onde as intervenções mais apontadas por moradores estarão disponíveis em um menu. As opções mais votadas serão então priorizadas pela gestão municipal, concretizando, assim, a participação popular no ordenamento da cidade.

Histórico – Em 2015 foi criado o maior processo de consulta à população do Brasil, uma ação inédita e inovadora da gestão pública, presente até hoje nos 170 bairros de Salvador. O objetivo é discutir e avaliar a realidade de cada bairro, a partir da experiência do cidadão em seu dia a dia e do conhecimento dos problemas cotidianos.

Foto: Jefferson Peixoto/Secom-PMS




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *