24 de outubro de 2021
  • :
  • :

Série A: Fora de casa, Bahia encara o Athletico-PR neste sábado

Série A: Fora de casa, Bahia encara o Athletico-PR neste sábado

Neste sábado (9), o tricolor enfrenta o Athletico-PR, às 19h, na Arena da Baixada, pela 25ª rodada, com uma novidade na beira do campo.

Depois de três anos, Guto Ferreira vai voltar a comandar o Esquadrão. Escolhido como substituto de Diego Dabove, Guto retorna ao clube baiano com uma missão diferente das últimas duas passagens: livrar a equipe do rebaixamento à Série B.

O Esquadrão inicia a rodada na 18ª colocação, dentro da zona de rebaixamento, com 23 pontos em 23 jogos. Além disso, o time vive jejum e não sabe o que é vencer há quatro jogos. Apesar do cenário ruim, Guto confia que o grupo tem forças para reagir.

“Buscamos resgatar a confiança. A equipe que ganhou o título da Copa do Nordeste, fez bons jogos na Sul-Americana, não pode estar na situação em que está. Vários problemas acabam gerando essa situação. E cabe à gente não baixar a cabeça. O grupo tem que visualizar que é competente. Mais do que nunca, precisamos da união da nação”, afirmou.

No jogo de reestreia, Guto não deu pistas do time que vai colocar em campo. Ele teve apenas dois treinamentos para aprontar a equipe e tem desfalques importantes. Estão fora de ação o zagueiro Germán Conti e o atacante Rossi, ambos machucados, o volante Lucas Araújo, suspenso, e o colombiano Hugo Rodallega.

Rodallega, aliás, desfalcará o tricolor pelo segundo jogo seguido. O atacante foi vetado da partida contra o Corinthians, mas o Bahia não explicou o motivo. Depois, o presidente Guilherme Bellintani informou que o jogador passou por uma situação fora do clube e que a sua intimidade estaria sendo preservada.

O dirigente disse ainda que Rodallega passaria por exames e logo a situação seria esclarecida. O colombiano não participou dos treinos sob o comando de Guto. “[Rodallega] ainda está dentro da responsabilidade do clube. À medida que o clube passe para o torcedor e imprensa, também vai chegar até nós para tomar as providências. É um grande jogador”, limitou-se o treinador.

Tabu – Com a necessidade de voltar a vencer para ter chances de sair da zona de rebaixamento nessa rodada, o Bahia vai precisar quebrar um tabu para voltar de Curitiba com os três pontos na bagagem. O Esquadrão não vence o Athletico-PR na Arena da Baixada desde 2018, quando fez 1×0 pela volta das quartas de final da Sul-Americana. O time baiano acabou eliminado nos pênaltis.

Pelo Campeonato Brasileiro, a seca é ainda maior. A última fez que o tricolor gritou mais alto na capital paranaense foi em 2011. Naquela temporada, Marcone e Lulinha anotaram os gols da vitória por 2×0.

Por outro lado, esse ano o Bahia já venceu o Athletico-PR em duas oportunidades. Em janeiro, o Esquadrão fez 1×0, na Fonte Nova, pelo Brasileirão de 2020. Em junho, o tricolor bateu o rubro-negro por 2×1, em Pituaçu, pelo primeiro turno da Série A de 2021.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *