4 de dezembro de 2021
  • :
  • :

Responsável pelo Tecon Salvador, Wilson Sons estreia na Bolsa de Valores

Responsável pelo Tecon Salvador, Wilson Sons estreia na Bolsa de Valores

A Wilson Sons, operadora do Terminal de Contêineres do Porto de Salvador (Tecon Salvador) iniciou nesta segunda-feira (25) a negociação de suas ações na B3, a bolsa de valores do Brasil. Uma das empresas mais antigas em atividade no país – fundada há 184 anos em Salvador – a Wilson Sons é a maior operadora integrada de logística portuária e marítima do país.

A listagem da empresa na bolsa ocorre após uma reestruturação em que a antiga Wilson Sons Limited (WSL) foi incorporada pela sua controlada, Wilson Sons Holdings Brasil S/A (WS S/A), visando simplificar e otimizar a estrutura societária da companhia, aumentar a liquidez das ações e ampliar o acesso ao mercado de capitais.

Com a reestruturação, a Wilson Sons passa a negociar suas ações diretamente na bolsa brasileira com o ticker PORT3. Anteriormente, por estar sediada no exterior, a empresa era listada por meio de BDRs (Brazilian Depositary Receipts) patrocinados, sob o ticker WSON33.

A cerimônia de toque de campainha foi realizada na sede da B3, no centro de São Paulo, e contou com a presença de Rogério Santana, diretor de Relacionamento com Clientes da B3, Fernando Salek, CEO da Wilson Sons, além de executivos da empresa e convidados.

“Acreditamos que este movimento poderá destravar um valor significativo para todos os nossos stakeholders, e está alinhado ao comprometimento bicentenário da Wilson Sons em exercer o seu papel fundamental no desenvolvimento e competitividade do Brasil”, destacou Fernando Salek, CEO da Wilson Sons.

“Para a B3 é um motivo de grande orgulho ver que o mercado de capitais é importante para o financiamento das atividades das companhias e que pode ajudar a Wilson Sons e também outras empresas a crescerem e aprofundarem seus negócios”, disse Santana durante a cerimônia.

Com a nova listagem, a companhia entra para o Novo Mercado da B3 e passa a fazer parte do segmento com os mais elevados padrões de governança corporativa.

Foto: Divulgação




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *