4 de dezembro de 2021
  • :
  • :

Editoras baianas e escritores independentes terão espaço garantido na Flipelô 2021

Editoras baianas e escritores independentes terão espaço garantido na Flipelô 2021

As editoras baianas e escritores independentes terão espaços garantidos na Festa Literária Internacional do Pelourinho (FLIPELÔ), que acontecerá de forma híbrida, com programação presencial e virtual (www.youtube.com/flipelo), de 17 a 21 de novembro, e que tem o escritor alagoano Graciliano Ramos como homenageado.

A Casa das Editoras Baianas, integrada pela Caramurê, EDUFBA, Pinaúna, P55, Solisluna e Mondrongo, será instalada na Igreja de São Pedro dos Clérigos, no Largo Terreiro de Jesus, no Pelourinho. No local, serão realizadas atividades como bate-papos, rodas de conversa, lançamentos de livros e sessões de autógrafos, do dia 18 ao 21.

Veja a programação:

Dia 18 (quinta-feira)
– 15h: Bate-papo: “Democracia em risco? Passado e Presente na Política Brasileira”, com Ricardo Sizilio (BA) e Danilo Uzêda (BA). Lançamento dos livros: “Vai Carlos, ser Marighella” (Sizilio) e “O Delicado Regresso” (Uzêda);
– 19h: Roda de Conversa: “Literatura e Dramaturgia: Da Cena para o Texto, do Texto para Cena”, com Cleise Mendes (BA), Sonia Rangel (BA) e Marcos Uzel (BA). Lançamento do Livro do autor Marcos Uzel: “Nilda, a Dama e o Tempo”;

Dia 19 (sexta-feira)
– 15h: Bate-papo: “Arte em tempo de pandemia”, com Amine Barbuda (BA), Aleilton Fonseca (BA) e Márcio Nonato (BA). Mediação: Paulo Leandro;
– 17h: Mesa Redonda: “Literatura e Futebol”, com Ricardo Cury (BA), Gustavo Felicíssimo (BA) e Ruy Video Caldas (BA). Lançamento do livro “BA-VI tem muita História” (Coletânea, editora Mondrongo);
– 19h: “Sarau Cartografias”, com Clarissa Macedo (BA), João Filho (BA), Wesley Correia (BA), Lilian Almeida (BA), Jovina Souza (BA), Martha Gaurão (BA);

Dia 20 (sábado)
– 14h: Mesa Redonda: “História, Literatura e Cultura Negra Brasileira”, com Flávio Márcio (BA) e Silvio Rosário (BA);
– 18h: Roda de Conversa: “Estética, Conceitos e Identidades Afrodiaspóricas na Literatura de autoras baianas”, com Luana Souza (BA), Stéfane Souto (BA) e Goya Lopes (BA). Lançamento do livro “Tecelagem”, de Goya Lopes.

Dia 21 (domingo)

– 10h: Bate-papo: “O afeto nos livros para as crianças”, com Regina Luz (BA) e Lula Oliveira (BA);
– 15h: Roda de Conversa: “Até onde vai a verdade? História e Ficção”, com Marcus Vinicius (BA), Saulo Dourado (BA), Carlos Ribeiro (BA), Wesley Correia (BA) e Clarissa Macedo (BA).

Escritores independentes – Na edição de 2019, a FLIPELÔ lançou uma ação voltada aos autores independentes e deu tão certo que será realizada novamente nesta edição. Teremos um espaço no Casarão 17 (Largo Terreiro de Jesus, nº 100) onde o escritor independente será recebido com toda estrutura e organização para lançar seu livro em grande estilo.

Veja a programação do Casarão 17:

Dia 18 (quinta-feira) – 16h: lançamento coletivo de obras de autores independentes;

Dia 19 (sexta-feira) – 11h: Roda de Conversa – “Tramas, inspirações e conceito”, com Pedro Franco (SP) e Goya Lopes (BA). Mediação: Caroline Gaspar (BA).

FLIPELÔ 2021 – A programação completa da FLIPELÔ 2021 está disponível no site – www.flipelo.org.br e nas redes sociais do evento: Instagram (@flipelo) e Facebook (@flipelo).

A Festa Literária Internacional do Pelourinho – FLIPELÔ 2021 é apresentada pelo Ministério do Turismo, pela Secretaria Especial da Cultura e pelo Instituto CCR, realizado na região da CCR Metrô Bahia, com patrocínio master da Rede MaterDei e Prefeitura de Salvador; patrocínio do taú Social, Bahiagás e Governo da Bahia; apoio do Sebrae, apoio de mídia da Rede Bahia, Salvador FM, Irdeb-Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia, ITS Brasil, Eletromídia e Ponto Outdoor e apoio institucional da Academia de Letras da Bahia. O evento é uma realização da Fundação Casa de Jorge Amado, em correalização com o Sesc e uma produção da Sole Produções.

A Fundação Casa de Jorge Amado é mantida com apoio do Fundo de Cultura do Estado da Bahia e Shopping da Bahia e é considerada um ponto de referência na geografia cultural de Salvador.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *