3 de julho de 2022
  • :
  • :

Exposição na Câmara de Salvador aponta áreas que podem ficar submersas pelo mar

Exposição na Câmara de Salvador aponta áreas que podem ficar submersas pelo mar

Uma cidade com vários pontos turísticos invadidos ou submersos pelo mar. É assim que Salvador pode ficar daqui a 78 anos, de acordo com o cenário previsto pela agência Climate Central e projetado na exposição Salvador 2100, que será lançada domingo (5), Dia Mundial do Meio Ambiente, no piso L2 do Salvador Norte Shopping.

A mostra com acesso gratuito é organizada pela Comissão Especial de Emergência Climática e Inovação da Câmara Municipal de Salvador junto às redes internacionais C40, Fundação Konrad Adenauer, GIZ, ICLEI e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). No Legislativo Municipal, o colegiado é presidido pelo engenheiro ambiental e vereador André Fraga (PV), que destaca a importância do debate.

“A capital baiana tem cerca de 50 quilômetros de orla que já estão sentindo os efeitos das mudanças climáticas com ressacas cada vez mais fortes e redução da faixa de areia. A tendência pro futuro é piorar. Precisamos nos preparar para este cenário”, argumenta Fraga.

A comissão da Câmara é formada ainda pelos vereadores Geraldo Júnior (MDB), Ireuda Silva (Republicanos), Sidninho (Podemos), Ricardo Almeida (PSC), Daniel Alves (PSDB), Roberta Caires (PP), Marta Rodrigues (PT) e Suíca (PT). “Trata-se de um grupo de trabalho formado para contribuir com a cidade no enfrentamento dos desafios causados pelas mudanças climáticas. A exposição é fruto concreto desse trabalho”, diz André Fraga.

Fotos e projeções

Integram a exposição fotos aéreas de 15 locais de Salvador seguidas de projeções de como esses espaços ficarão com o aumento do nível do mar. Entre as áreas retratadas estão pontos turísticos famosos, como o Porto da Barra, Mercado Modelo, Ilha dos Frades e até trecho do Sistema Ferroviário do Subúrbio de Salvador, desativado para a construção do VLT do Subúrbio.

“As ameaças decorrentes da mudança do clima são particularmente pronunciadas nas cidades. No caso específico de Salvador, onde, em função da topografia irregular e das características da expansão urbana, aproximadamente metade da população vive em áreas vulneráveis”, diz a diretora ProAdapta/GIZ, Ana-Carolina Câmara.

As projeções foram feitas considerando uma elevação do nível do mar de 55 centímetros em 2100, o que vai ocorrer caso a temperatura média do planeta aumente em 1,5ºC, de acordo com Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas da Organização das Nações Unidas (IPCC). “Essa é uma previsão até otimista, pois caso o planeta fique 3ºC mais quente, o aumento do nível do mar vai ser de mais de 1 metro, ocasionando muitas outras perdas para a cidade”, explica a arquiteta e curadora da exposição, Manuela Accioly.

“As imagens dessa exposição mostram como não há outra opção a não ser tomar ações urgentes e efetivas já para reduzir emissões e preparar nossas cidades para minimizar os impactos climáticos”, comenta Ilan Cuperstein, vice-diretor regional da C40 para América Latina. Ele diz que a crise climática já está aqui e as chuvas na Bahia, Rio, Minas, Pernambuco, as secas e as ondas são sinais claros da velocidade com que o clima está mudando pela ação do ser humano.

“No Brasil e no mundo, temos a missão de promover o desenvolvimento sustentável, que através do apoio a esta exposição acreditamos estar um passo mais perto dos nossos objetivos”, afirma Anja Czymmeck, diretora da Fundação Konrad Adenauer no Brasil.

“A exposição Salvador 2100 ajuda a materializar a percepção do dano e do impacto potencial da omissão ante a crise climática. A mudança só virá se houver uma consciência coletiva em relação à sua necessidade. E a arte é o instrumento mais poderoso para mudar hábitos e sensibilizar a todos para a importância da agenda climática”, comenta Rodrigo Perpétuo, diretor executivo do ICLEI para a América do Sul.

Foto: Divulgação/CMS




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *