19 de agosto de 2022
  • :
  • :

Turismo para observação de baleias ganha incentivo na Bahia

Turismo para observação de baleias ganha incentivo na Bahia

Todos os anos, entre os meses de junho e novembro, milhares de baleias jubarte saem da Antártica para o acasalamento e reprodução no litoral da Bahia. Elas se concentram mais no extremo sul do estado, na zona turística Costa das Baleias, formada pelos municípios de Alcobaça, Caravelas, Itamaraju, Nova Viçosa, Mucuri, Prado e Teixeira de Freitas. Os mamíferos marinhos podem ser avistados também na Costa dos Coqueiros e na Baía de Todos-os-Santos, entre outros trechos litorâneos. 

Para estimular o interesse de visitantes pela observação de baleias jubarte, a Secretaria de Turismo do Estado (Setur-BA) e a organização ambiental Instituto Redemar Brasil realizaram, nesta quinta-feira (7), no Museu do Mar Aleixo Belov, no Santo Antônio Além do Carmo, na capital, o evento promocional do segmento turístico. A iniciativa teve a participação das secretarias estaduais da Educação (SEC) e de Cultura (Secult), da Marinha e Associação Brasileira das Agências de Viagens (Abav-BA). Foi exibido um vídeo sobre a migração da jubarte e distribuída a cartilha com as boas práticas para a contemplação dos animais no oceano. 

A previsão é que neste ano aproximadamente 22 mil baleias cheguem ao litoral baiano, atração que pode contribuir para que o estado avance mais no turismo doméstico. De acordo com pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Bahia alcançou, em 2021, a segunda maior receita do setor no país, com R$ 1,1 bilhão, atrás apenas de São Paulo, que movimentou R$ 1,8 bilhão. No período, a Bahia foi o terceiro destino mais visitado por brasileiros, depois de São Paulo e Minas Gerais. 

“Nesse ritmo de crescimento, resultado do plano de retomada do Governo do Estado, atuamos no fomento das 13 zonas turísticas, onde a Costa das Baleias tem muito potencial ainda a ser explorado. Mas o trabalho não será somente no extremo sul, porque as baleias aparecem também em vários pontos do nosso litoral, inclusive nas imediações de Salvador. Vamos mobilizar os postos de atendimento ao turista, marinas e o trade, para impulsionar esse segmento que é um diferencial”, declarou o titular da Setur-BA, Maurício Bacelar.  

Segundo o presidente do Instituto Redemar, William Freitas, “será um trabalho conjunto para divulgar as informações científicas sobre o comportamento da jubarte e os procedimentos para a proteção do animal e das pessoas que pretendem observar as baleias. São orientações importantes, que agora vão ganhar mais projeção, por conta da parceria com a Setur-BA”. 

O presidente da Abav-BA, Jean Paul Gonze, elogiou a iniciativa. “É uma promoção válida, porque tem muita gente interessada na contemplação de baleias, especialmente famílias com crianças. Temos 30 agências especializadas nesse segmento, que agora deverá ser movimentado também na capital, sem a necessidade do deslocamento para outras regiões”. 

Foto: Divulgação/Ascom Setur-BA




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *