15 de agosto de 2022
  • :
  • :

Feira: HEC é acreditado pela ONA por qualidade na assistência prestada

Feira: HEC é acreditado pela ONA por qualidade na assistência prestada

O Hospital Estadual da Criança (HEC), localizado em Feira de Santana, recebeu nesta segunda-feira (1º), a Acreditação da Organização Nacional de Acreditação – ONA nível 1, Acreditado – que avalia a segurança do paciente e a qualidade da assistência prestada, considerando os recursos disponíveis e sua complexidade.

Com foco na segurança do paciente, o Hospital passou por uma avaliação detalhada através de uma Instituição Acreditadora Credenciada (IAC) e também por uma equipe de avaliadores habilitada pela ONA, que buscou evidências de conformidade com os padrões do Manual Brasileiro de Acreditação nas diversas áreas, incluindo a gestão organizacional, a segurança na assistência e as áreas de apoio.

De acordo com o Superintendente Técnico da ONA, Dr. Péricles Cruz, a certificação de uma organização de saúde através da acreditação é um reconhecimento de que a instituição atende aos rigorosos padrões que a metodologia exige.

“A acreditação do HEC é válida por dois anos e será acompanhada por nossos avaliadores por meio de visitas periódicas de manutenção. O processo de acreditação é de caráter voluntário e educativo, não configurando uma fiscalização. No decorrer da avaliação, todas as áreas da instituição são visitadas e mais de 1,7 mil requisitos verificados antes da homologação da acreditação”, explica Cruz.

Unidade da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) localizada em Feira de Santana, o HEC é gerido pela Liga Álvaro Bahia Contra a Mortalidade Infantil. Presidente da entidade filantrópica, Carlos Emanuel ressalta que a certificação nacional reforça que a gestão do hospital tem priorizado ao máximo a eficiência e a qualidade da assistência prestada para as crianças e gestantes que são atendidas na unidade.

“A busca constante por melhoria na qualidade é uma característica da Liga Álvaro Bahia, que, em última análise, se transforma em mais crianças acolhidas, tratadas e devolvidas às suas vidas, às suas famílias”, finaliza Melo.

Foto: Divulgação




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *