18 de junho de 2024
  • :
  • :

Salvador investirá na recomposição da aprendizagem dos alunos em 2023

Salvador investirá na recomposição da aprendizagem dos alunos em 2023

A recomposição da aprendizagem é o principal desafio para o ano letivo de 2023 da rede municipal de ensino. O assunto foi debatido durante abertura da Jornada Pedagógica 2023, iniciada nesta quarta-feira (1º), no Centro de Convenções do Hotel Fiesta. A cerimônia contou com as presenças do prefeito Bruno Reis, do secretário de Educação, Thiago Dantas, da vice-prefeita e secretária da Saúde, Ana Paula Matos, da diretora Pedagógica da Smed, Adenildes Teles, e de representantes do Conselho Municipal de Educação (CME).

Na ocasião, o prefeito propôs um pacto pela educação para corrigir o déficit de aprendizagem causado pelo período de ensino virtual durante a pandemia. “É um fato constatado nas nossas avaliações internas. Durante a pandemia, a aprovação foi automática e houve uma redução na proficiência por conta das limitações do ensino digital. As crianças da rede municipal têm idade menor e uma dificuldade maior de assimilar conteúdo digital, então efetivamente há um problema a ser enfrentado. Nós vamos adotar uma série de metodologias para recuperar esse tempo perdido, e por isso é necessário o envolvimento de todos”, afirmou o gestor.

Como o período de matrículas ainda não foi finalizado, o prefeito disse não ter os números finais deste ano. Ele relembrou, no entanto, o impacto dos novos alunos recebidos pela rede municipal no ano passado. “Foram 30 mil alunos que vieram, entre aqueles que absorvemos na nossa rede, com a inauguração de novas escolas, ampliação de escolas existentes e também através dos programas que temos: o Pé na Escola, o Primeiro Passo e no convênio com as creches comunitárias”, disse Bruno Reis.

Também foi destacado o esforço da administração municipal em continuar ou desenvolver novos projetos para melhoria da Educação municipal. “Estão sendo construídas 35 novas escolas e, até o final da gestão, atingiremos 48 unidades, o que configura uma escola por mês durante todo o mandato. Fortalecemos e demos condições para consolidar programas, trouxemos educação digital, com tablets, chromebooks, implantamos ambiente digital de aprendizagem, wi-fi nas escolas e sempre tivemos, apesar dos problemas, uma capacidade de diálogo com nossos profissionais. Há problemas ainda, mas o importante é que nosso objetivo é promover o melhor para nossas crianças”.

O titular da Smed lembrou que a Educação é um ponto-chave na vida do aluno, refletindo em ações futuras como a definição da carreira profissional e a conquista do emprego. “Para que nosso trabalho funcione, precisamos ter uma visão de rede. E para isso é necessário muito diálogo e compreensão. É preciso ainda compreender o valor do educador como formador do ser humano, além da responsabilidade de resgatar o vínculo do aluno com a escola e recuperar todo o tempo perdido com a pandemia. Tenho certeza de que podemos e iremos transformar Salvador em uma cidade referência na educação”, disse Thiago Dantas.

A vice-prefeita e secretária da Saúde destacou a necessidade de estancar a evasão escolar. “É preciso trazer de volta este aluno. E, mais que isso, buscar os pais para trazê-los também para a unidade escolar. Não há como proporcionar uma saúde básica sem pai e mãe em contato com a escola, levando os filhos para os exames e consultas agendados. Muitos desses atendimentos são perdidos por conta da falta de comunicação, o que podemos fazer a partir da comunidade escolar. Essa é a necessidade que temos de integrar Saúde, Educação e Assistência Social”, declarou Ana Paula.

*Jornada* – A Jornada Pedagógica acontece até sexta-feira (3) e é direcionada aos gestores das 421 unidades escolares municipais e equipes técnicas das gerências regionais. Dentre as novidades preparadas para a edição 2023, está o lançamento do projeto Papo com o Gestor, uma iniciativa da Diretoria Pedagógica (Dipe), visando estimular a troca de experiências exitosas de gestão escolar na rede municipal, além de aprofundar as discussões sobre o tema.

O evento acontece durante os três dias nas unidades escolares do município, onde equipes gestoras, coordenadores e professores se reúnem para discutir o ano letivo, e tratar temas como planejamento do ano letivo e a avaliação do ano anterior, com vistas à análise e reflexão da prática pedagógica e dos resultados alcançados. Outro ponto é a definição de metas pedagógicas, com foco no aprimoramento do ensino/aprendizagem e no desempenho dos alunos.

*Aulas* – As aulas da rede municipal começam na próxima segunda-feira (6), nas 421 unidades de ensino. Até o último dia 30, cerca de 135 mil alunos haviam sido matriculados nos segmentos oferecidos pelo município: Educação Infantil, Ensino Fundamental Anos Iniciais e Anos Finais e Educação de Jovens e Adultos (EJA) etapas de I a V. As matrículas na rede municipal de Salvador permanecem abertas durante todo o ano.

Foto: Valter Pontes/Secom-PMS




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *