21 de julho de 2024
  • :
  • :

Roma lamenta analfabetismo de mais de 10% na Bahia quando taxa caiu no Brasil

Roma lamenta analfabetismo de mais de 10% na Bahia quando taxa caiu no Brasil

“Não foi só o mercado de trabalho que melhorou e a desigualdade social que diminuiu durante o governo do presidente Jair Bolsonaro”, assinala o presidente do PL Bahia, João Roma. “Houve queda também do analfabetismo em nosso país”, destaca Roma, informando que a Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílios (PNAD) do IBGE revelou que a taxa de analfabetismo recuou no Brasil para 5,6% em 2022. Era de 6,1% em 2019.

“Infelizmente a melhora nacional não se refletiu na Bahia, onde a taxa de analfabetismo é de 10,3%, quase o dobro da média brasileira, segundo a PNAD 2022”, lamenta Roma, observando ser um absurdo, na terra do maior educador brasileiro, Anísio Teixeira, haver esse grande contingente de baianos analfabetos em pleno Século XXI.

Estipulada em 2014, a meta do Plano Nacional de Educação é zerar o analfabetismo no país em 2024. “Mas a Bahia, sob o domínio do PT desde 2007, ainda está longe de alcançar a meta de 2015, que era de 6,5%”, diz Roma, ressaltando que o legado social do governo do presidente Jair Bolsonaro é inquestionável e os resultados estão sendo atestados pelo IBGE.

“Houve a tentativa de se estabelecer uma narrativa de que Bolsonaro não tinha sensibilidade social, mas os fatos demonstram o contrário”, afirma Roma. Segundo ele, o Auxílio Brasil, criado em sua gestão no Ministério da Cidadania, aumentou para 600 reais, praticamente triplicando o valor que era pago pelo benefício social nos governos petistas.

“Bolsonaro praticou ainda uma política de redução de impostos que causou a geração de mais empregos que, em conjunto com o Auxílio Brasil, resultou na maior queda da desigualdade social no país. E agora a PNAD revela que o analfabetismo diminuiu também durante seu mandato. Contra fatos não há argumentos!”, assevera o presidente estadual do PL.

Foto: Divulgação




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *