13 de junho de 2024
  • :
  • :

Presidente da Venezuela cancela participação na Cúpula da Amazônia

Presidente da Venezuela cancela participação na Cúpula da Amazônia

O presidente Nicolás Maduro, da Venezuela, cancelou na noite de segunda-feira (7) sua participação na Cúpula da Amazônia, que começa hoje em Belém, no Pará. Para representá-lo, o venezuelano enviou a vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodríguez, que já está na capital paraense.

O motivo do cancelamento seria uma infecção nos ouvidos. Ontem, Maduro já tinha cancelado uma agenda em seu país por conta de um quadro de otite média, segundo ele.

O evento reunirá os oito representantes dos países signatários do Tratado de Cooperação Amazônica (TCA): Brasil, Bolívia, Colômbia, Guiana, Equador, Peru, Suriname e Venezuela.

Além de Maduro, já haviam anunciado que não participariam da Cúpula os presidentes do Equador, Guillermo Lasso, e do Suriname, Chan Santokhi.

Na quarta-feira (9), representantes de outros países em desenvolvimento com florestas tropicais se juntarão ao encontro.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) convidou a Indonésia, a República Democrática do Congo e a República do Congo.

Juntos, os países possuem três das maiores florestas tropicais do mundo: Amazônica, do Congo e a Borneo-Mekong, que passa pela Indonésia.

Segundo Lula, “além dos oito países amazônicos, a presença da Indonésia e dos dois Congos [República do Congo e República Democrática do Congo], países com florestas tropicais, é fundamental para uma aliança pelo desenvolvimento sustentável”.

Em novembro do ano passado, os países apresentaram a criação de uma aliança durante a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP27), que aconteceu no Egito, em que Lula participou como presidente eleito.

A Alemanha e Noruega, na condição de principais doadoras do Fundo Amazônia, também foram chamadas. Bem, como, o primeiro-ministro de São Vicente e Granadinas, Ralph Gonsalves, que exerce a presidência rotativa da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), e o presidente da COP28, Sultan Ahmed al-Jaber, que será realizada em dezembro nos Emirados Árabes.

Até o momento, os seguintes representantes estão confirmados no evento:

Denis Sassou Nguesso (presidente da República do Congo);
Félix Tshisekedi (presidente da República Democrática do Congo);
Ralph Gonsalves (primeiro-ministro de São Vicente e Granadinas);
Andreas Dahl-Jørgensen (diretor da Iniciativa Internacional da Noruega para Clima e Forestas – NICFI);
Vedis Vik (enviada da Noruega para Clima e Floresta);
Annette Bull (ministra conselheira da Noruega);
Rafael Volochen (assessor para Clima e Floresta da Noruega);
Niels Annen (secretário de Estado Parlamentar do Ministério para Cooperação e Desenvolvimento Econômico da Alemanha).

Com informações de agências internacionais.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *