13 de junho de 2024
  • :
  • :

Três vinhos produzidos em Morro do Chapéu são premiados num dos maiores concursos da área no Brasil

Três vinhos produzidos em Morro do Chapéu são premiados num dos maiores concursos da área no Brasil

A cidade de Morro do Chapéu, na Chapada Diamantina, é mais uma vez destaque nacional na produção de vinhos de alta qualidade. Três rótulos da Vinícola Reconvexo, totalmente produzidos na cidade do Norte baiano, foram premiados no Wines of Brazil Awards (WBA) 2024, uma das maiores premiações da indústria de vinhos do país na atualidade.

A Reconvexo selecionou três amostras dos seus vinhos para participarem do WBA 2024, e o resultado foi excelente: todas elas foram premiadas com medalhas de ouro pelos jurados. O concurso contou com 36 avaliadores especializados, separados em seis grupos de seis cada, todos profissionais renomados no mercado nacional de vinhos e com certificações de nível avançado em conhecimento sobre vinhos.

As amostras premiadas foram: Tom de Tempranillo 2022, que recebeu 90 pontos, premiado com a Medalha Gold; Tom de Marselan 2023, com 91 pontos, também Medalha Gold; e Vila do Ventura Barriguda 2022, que recebeu 92 pontos e recebeu a Medalha Grand Gold.

De acordo com João Ramos, sócio e enólogo da Vinícola Reconvexo, portanto responsável pelos vinhos, “o WBA 2024 recebeu rótulos de todo o Brasil, de vinhos com origem 100% nacional, até 31 de outubro do ano passado. Foram mais de 1 mil amostras de vinhos distintos recebidos pela ViniBraExpo, empresa que organiza o concurso e também um dos maiores eventos de vinho do Brasil”, disse.

De acordo com Rafael Bezerra, sócio e diretor da Reconvexo, a premiação é um passo fundamental para a região. “Ter uma vinícola com vinhos reconhecidos entre as melhores amostras do Brasil, num concurso nacional dessa magnitude, é muito importante para certificar o terroir de Morro do Chapéu. Isso reforça o enorme potencial que o terroir da Chapada Diamantina já demonstra numa área de enorme tradição mundial, que é o mercado de vitivinicultura”, afirmou.

Prefeita de Morro do Chapéu, Juliana Araújo disse que a premiação é um orgulho para a cidade, que tem apostado na vitivinicultura como estratégia de desenvolvimento. “Nós, aqui, temos certeza que o terroir da Chapada Diamantina tem potencial para ser reconhecido como o melhor terroir de todo o Brasil. O trabalho realizado pelas vinícolas aportadas aqui, como a Reconvexo, é de altíssimo nível, e isso reflete na qualidade dos vinhos produzidos”, disse.

“Por isso, a gente comemora muito cada prêmio que as nossas vinícolas ganham. Aos poucos, o Brasil está reconhecendo esse patrimônio que nós já conhecemos. Temos a convicção de que esse mercado vai nos ajudar a desenvolver Morro do Chapéu, pois gera emprego e renda não só através da produção, mas também por meio do enoturismo, que tanto cresce no país”, completou a prefeita.

A Vinícola Reconvexo iniciou o seu plantio em Morro do Chapéu em 2019 e essa foi a sua primeira participação em concurso nacional. “Com o passar dos anos, a gente espera confirmar o grande potencial deste terroir de Morro do Chapéu, na Chapada Diamantina, conseguindo vinhos cada vez mais elaborados, conseguindo destaque principalmente pela qualidade dos nossos produtos e serviços”, afirmou Rafael Bezerra.

Foto: Divulgação




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *