21 de julho de 2024
  • :
  • :

Ídolo do Bahia na década de 1950, Ruy Santos Correia morre aos 91 anos em Salvador

Ídolo do Bahia na década de 1950, Ruy Santos Correia morre aos 91 anos em Salvador

Faleceu nesta quarta-feira (19), por volta de 23h, o último remanescente da geração dos anos 1950 do Esporte Clube Bahia: Ruy Santos Correia, nascido, em Salvador, no dia 10 de julho de 1932.

O jornalista Nestor Mendes Júnior conta que Ruy começou a jogar bola nos campos da Ribeira, na Península de Itapagipe, e estreou no Esquadrão em 4 de abril de 1954, no amistoso Bahia 1×2 São Paulo, na Fonte Nova, jogando com seus novos companheiros de meio-de-campo – Raimundo e Ivon – e sob a batuta do treinador uruguaio Ricardo Díez.

Ruy foi campeão baiano de 1954 e 1956 e, no ano seguinte, participou da grande excursão à Europa, quando o Tricolor realizou uma verdadeira odisseia de 29 jogos – da Inglaterra aos confins da Rússia.

Ele deixou o futebol ao casar-se com Dinorah, em 24 de dezembro de 1957, na Igreja do Bonfim; com quem teve três filhos – James, Milene e Ruy Junior – que lhes deram os netos Victor, Matheus, Flora e Chico.

Está presente nos livros Bahêa – “Bahia Esporte Clube da Felicidade”, de 2001; e “Bahêa, Minha Paixão”, de 2022, ambos de autoria do jornalista Nestor Mendes Júnior.

A Cerimônia de Adeus a Ruy será nesta quinta-feira (20), às 16h30, no Cemitério Jardim da Saudade, em Salvador.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *