16 de janeiro de 2019
  • :
  • :

“Bolsonaro é muito mais político do que militar”, diz comandante do Exército

“Bolsonaro é muito mais político do que militar”, diz comandante do Exército

Em entrevista à Folha de São Paulo publicada neste domingo (11), o comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, afirmou que em sua visita ao presidente eleito Jair Bolsonaro na última terça-feira, sugeriu que ele colocasse um civil no Ministério da Defesa.

“Com o ministério com tantos militares, teria um equilíbrio interessante. Mas ele insistiu que fosse um oficial-general de quatro estrelas. Eu sugeri que o general [Augusto] Heleno fosse para o GSI [Gabinete de Segurança Institucional], e ele já estava com essa ideia na cabeça.”

O comandante do Exército disse também que questionou os nomes que Bolsonaro tinha em mente para o Itamaraty. “Achei curioso, eles estavam em um nível bem superficial, com vários nomes, inclusive de pessoas que eles não conheciam e estavam prospectando. Senti que em alguns setores eles estão com a coisa bem definida, e em outros, ao contrário, estão tateando.”

Villas Bôas afirmou também que a imagem de Jair Bolsonaro como militar é “uma imagem que vem de fora”. “Ele saiu do Exército em 1988. Ele é muito mais um político.Ele foi muito hábil quando saiu para se candidatar a vereador, passou a gravitar em torno dos quartéis, explorando questões que diziam ao dia a dia dos militares. Ele nunca se envolveu com questões estruturais da defesa do país. Mas aí criou-se essa imagem de que ele é um militar.”

Para Villas Bôas, deve-se tomar muito cuidado com a interpretação de que a eleição de Bolsonaro seria uma volta dos militares ao poder. “Absolutamente não é. Alguns militares foram eleitos, outros fazem parte da equipe dele, mas institucionalmente há uma separação. E nós estamos trabalhando com muita ênfase para caracterizar isso, porque queremos evitar que a política entre novamente nos quartéis.”




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *