19 de abril de 2019
  • :
  • :

Aos 44 anos, atleta baiano Ricardo conquista 7º título Brasileiro de Vôlei de Praia

Aos 44 anos, atleta baiano Ricardo conquista 7º título Brasileiro de Vôlei de Praia

O veterano Ricardo fez história nesta sexta-feira (12). Aos 44 anos, se tornou o mais experiente jogador a faturar o título do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia. E isso se deu em parceria com Álvaro Filho, com a classificação às oitavas de final da etapa de João Pessoa (PB), a sétima e última do campeonato.

O recorde era de um parceiro antigo de Ricardo, Emanuel, que foi campeão na temporada 2014/2015 aos 41 anos, com apenas alguns meses a mais do que conseguiu Franco em 2007, ao lado de Pedro Cunha.

O título do Circuito Brasileiro veio no último torneio da parceria entre Ricardo e Álvaro Filho. Após a disputa em João Pessoa, Álvaro vai se juntar a Alison com a intenção de obter uma vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

“Devo muito aos profissionais com quem trabalhei por todos esses anos, técnicos, preparadores físicos, o fato de me manter competitivo atualmente. E sem lesões sérias, nada que pudesse atrapalhar. É normal que em alguns aspectos exista uma queda. Não sou tão veloz como era antes, talvez também não tenha a mesma força física, mas fui me adaptando, criando formas de jogar. A experiência é uma dádiva, você passa a entender e enxergar melhor o jogo. E por ter sido bem treinado, bem assessorado, ter me cuidado, isso facilitou para seguir prolongando minha carreira. É bom me sentir bem em quadra, competitivo, independente da minha idade. Ainda me divirto lá dentro”, disse Ricardo.

Este é o sétimo título de Ricardo no Circuito Brasileiro Open, tendo vencido em 2002, 2003, 2006, 2008 e na temporada 2014/2015 ao lado de Emanuel, e em 2013/2014 ao lado de Márcio Araújo. Ele só tem menos conquistas do que Emanuel, nove vezes campeão nacional.

Nesta temporada do Circuito Brasileiro, Ricardo e Álvaro não participaram da primeira etapa, em Palmas (TO). Depois, foram campeões em São Luís (MA) e Natal (RN), vice em Fortaleza (CE) e medalhistas de bronze em Vila Velha (ES). Assim, só ficaram fora do pódio em Campo Grande (MS), quando caíram nas oitavas de final.

“Foi uma junção de fatores especiais, o fato de conquistarmos a temporada aqui em João Pessoa, ao lado do Ricardo. Tenho que agradecer primeiro a Deus, depois ao CT Cangaço, que sempre nos deu todo apoio, e aos nossos amigos, familiares, patrocinadores. Ricardo é mais que um parceiro, conheço toda a família dele, torna esse título mais que a concretização de algo profissional, existe muita emoção envolvida”, disse Álvaro.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *