18 de junho de 2019
  • :
  • :

Diretoria do Vitória afasta nove jogadores do elenco principal

Diretoria do Vitória afasta nove jogadores do elenco principal

Dois dias depois de Cláudio Tencati avisar que iria afastar alguns jogadores do elenco, nesta sexta-feira (12), a diretoria do Vitória anunciou uma lista com os nomes. Juninho, Benítez, Wesley Dias, Erick, Maurício Cordeiro, Cleber, Thales, Jeferson e Gabriel Silva vão treinar separadamente a partir de segunda-feira. Além deles, Arroyo já foi dispensado. O vínculo dele com o Leão só ia até o fim deste mês.

Os primeiros a seguir o mesmo caminho do argentino devem ser Juninho, Benítez, Erick e Cleber. Assim como Arroyo, eles têm contrato perto de vencer com o Rubro-Negro. Os demais jogadores da lista ainda vão ter a situação definida pela diretoria, que busca outros clubes para alocar os atletas.

Dos nove nomes que vão treinar separado, três foram contratados no início desse ano: Thales, Gabriel Silva e Wesley Dias. A rápida saída do trio é vista pelos torcedores como mais um exemplo da falta de planejamento por parte de Ricardo David e do departamento de futebol rubro-negro.

Neto Baiano, que chegou com contrato por produtividade até o fim da Copa do Nordeste, vai seguir no clube pelo menos até a chegada da nova diretoria. Até lá, ele permanece integrado ao grupo que treina sob o comando de Tencati.

Depois do treino desta sexta, em que alguns jogadores já não estiveram presentes, o zagueiro Edcarlos comentou sobre os afastamentos.

“Nós que estamos há mais tempo nessa caminhada sabemos que, a partir do momento que os resultados não vêm, principalmente em time grande, é isso que acontece. Primeiro sobrou para Chamusca, consecutivamente vai sobrar para os atletas”, avaliou o experiente defensor.

Impugnação – Nesta sexta, o candidato Gilson Presídio, da chapa ‘Vitória Campeão Nacional em 2020’, entrou com pedido de impugnação da candidatura de Paulo Carneiro, que concorre ao pleito pela chapa ‘Vitória Gigante, Unido e Forte’. A acusação é de que o candidato não cumpriu os 36 meses consecutivos de associação ao clube, período mínimo exigido para quem pretende assumir o cargo de presidente.

O prazo para denúncias se encerrou nesta sexta. Agora, Carneiro tem até segunda para apresentar sua defesa e a decisão da comissão eleitoral será divulgada na terça, junto com a homologação definitiva das chapas que vão poder ser votadas no dia 24 deste mês. Paulo Carneiro participa da disputa sob ação de uma liminar da 14ª Vara de Relações de Consumo.

Foto: Maurícia da Matta/E.C.Vitória




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *